Aos poucos, o Comitê Olímpico do Brasil (COB) tem se organizado após os escândalos que tiraram Carlos Arthur Nuzman do poder da entidade. Nesta terça-feira (26), o COB apresentou o primeiro patrocinador desde a saída do antigo presidente: a Ajinomoto será uma nova parceira do Time Brasil.

A assinatura do contrato foi realizada na semana passada, mas somente agora o Comitê divulgou o novo parceiro. A marca japonesa ficará até o fim dos Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem. Em comunicado, o atual presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira, exaltou o que seria um momento diferente da entidade no mercado.

Foto: Divulgação / COB

"Esse novo patrocínio reflete a confiança e credibilidade do mercado na marca do Comitê Olímpico. Estamos muito contentes em ter a Ajinomoto ao nosso lado. Temos valores em comum como a busca pela excelência e inovação", afirmou.

Na prática, o COB tem sofrido no mercado. Até 2016, com os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a entidade juntou uma série de parceiros. Mas, após o evento, as marcas saíram e foram raras as novidades. Hoje, na lista de "patrocinadores oficiais", há a Peak e a Estácio. Aliansce e Travel Ace estão como "apoiadores oficiais". Todas elas, no entanto, acertaram com a entidade antes de outubro de 2017, quando Carlos Nuzman renunciou à presidência após 22 anos.

No Brasil, a Ajinomoto irá replicar um modelo de parceria que a empresa mantém no Japão desde 2003, com o aporte ao Comitê Olímpico do país. No oriente, a empresa tem a propriedade do "centro de treinamento e ciência do esporte" e, desde 2009, participa diretamente do plano de nutrição para os atletas.

"Como especialistas em nutrição e aminoácidos, podemos traduzir na prática nossa mensagem corporativa que é 'Alimente-se Bem, Viva Bem'", explicou o presidente da Ajinomoto do Brasil, Masayoshi Kurosaki, em nota.

Nessa direção, já há prevista uma primeira ativação da companhia japonesa com o comitê. Em abril, acontecerá o Congresso Olímpico Brasileiro, e a Ajinomoto será a responsável pela palestra "Inovação, monitoramento e controle de treinamento em atletas olímpicos". Para tocar o evento, a empresa chamou Aaron Coutts, um especialista australiano em ciência do esporte.

No início deste ano, a diretora de marketing do COB, Manoela Penna, foi ao Japão para conhecer as ações da companhia. "Os próximos 20 meses serão de muito trabalho e parceria para estreitarmos esta relação, oferecendo à Ajinomoto oportunidades de ativação e visibilidade de marca", comentou a executiva.


Notícia Comitê Olímpico do Brasil COB Ajinomoto Tóquio 2020 Jogos Olímpicos patrocínio marketing ativação ação nutrição mercado