A tragédia com o time da Chapecoense despertou a solidariedade d os clubes da Série A do Brasileirão. Todas as equipes postaram em suas redes sociais o escudo da equipe catarinense em preto e branco, como forma de luto.

O Flamengo, segundo colocado no Brasileirão, lembrou dos profissionais que tiveram passagem pelo clube. “O Rubro-Negro presta condolências e deseja força para as famílias afetadas, em especial do técnico Caio Junior e dos atletas Arthur Maia, Cleber Santana e Marcelo e do ex-atleta e comentarista Mário Sérgio, que já defenderam o Manto Sagrado”, postou o time, em seu site oficial.

O Santos prestou homenagem às vítimas da tragédia. “Lamentamos, com profundo pesar, o falecimento de atletas, membros da comissão técnica e dirigentes da Associação Chapecoense de Futebol, bem como jornalistas e passageiros vitimados pelo trágico acidente ocorrido com o avião que rumava à Medellín, na Colômbia, visando a disputa das finais da Copa Sul-Americana de Futebol. Consternados, nos solidarizamos às famílias nesse momento de profunda dor, manifestando nossas sinceras condolências. Por essa razão, o Santos Futebol Clube decreta luto oficial de sete dias”, postou a equipe.

 

 

“Com profunda consternação, o Sport Club Corinthians Paulista lamenta o trágico acidente aéreo da madrugada desta terça-feira (29), que vitimou jogadores, membros da comissão técnica e dirigentes da Associação Chapecoense de Futebol, e de profissionais de imprensa - incluindo Mario Sergio Pontes de Paiva, que teve duas passagens marcantes pelo Timão (uma como treinador em 1993, e outra como diretor de esportes do então patrocinador Banco Excel Econômico em 1997)”, expressou o Corinthians, em seu site.

Em suas redes sociais, o clube afirmou que “hoje não há rivalidade, nem cor a ser evitada. Hoje somos todos um só”, em referência à cor verde da Chapecoense, a mesma do rival Palmeiras.

Finalista da Copa do Brasil, o Grêmio lamentou a morte de integrantes do elenco da equipe catarinense com ligações com o clube gaúcho.

“O Clube lembrará com carinho dos atletas Matheus Biteco, William Thiego e Dener, que iniciaram suas carreiras em nossas categorias de base, além do técnico Caio Júnior, do preparador físico Anderson Paixão e do comentarista dos canais Fox Sports Mário Sérgio Pontes de Paiva, campeão do mundo defendendo nossas cores. Aos jogadores sobreviventes Alan Ruschel, Neto e nosso ex-goleiro Follmann, assim como o jornalista Rafael Henzel desejamos muita força e pronta recuperação e que todos recebam as nossas orações neste momento delicado para toda a comunidade esportiva.”


Notícia Chapecoense Chapecoense Tragédia