O City Football Group, dono do Manchester City, em parceria com o Oak View Group (OVG), divulgou que quer construir um local para shows musicais junto do Etihad Stadium. O espaço seria erguido para comportar 20 mil pessoas e faria parte do Etihad Campus, que já contém o estádio, o centro de treinamento (City Football Academy) e a sede do clube inglês.

O primeiro passo após a divulgação será estudar maneiras de viabilizar o projeto. O Oak View Group já afirmou, por exemplo que o local seria totalmente financiado pelo setor privado e não haveria nem a tentativa de se buscar algum subsídio público.

De acordo com o jornal Financial Times, o clube enxerga o novo espaço como uma grande possibilidade de aumentar as receitas sem precisar, para isso, correr o risco de estragar o gramado do Etihad Stadium. No Brasil, alguns clubes utilizam seus estádios para eventos musicais, como Palmeiras e São Paulo, mas sempre utilizando o gramado para isso.

Entrada do Etihad Stadium, que pode receber um novo espaço vizinho em breve (Foto: Reprodução)

"Nas últimas duas décadas, Manchester tem se classificado consistentemente entre as cinco principais cidades globais para eventos de arena. Uma nova arena de classe mundial criaria milhares de empregos qualificados, programas de aprendizado e treinamento, e geraria receitas adicionais significativas. Compreender as prioridades da comunidade será uma parte essencial de qualquer proposta, e estamos muito satisfeitos por trabalharmos em estreita colaboração com o City Football Group ao iniciarmos esta fase inicial de consulta", disse Tim Leiweke, cofundador e CEO do OVG.

Apesar do otimismo, há, no entanto, aqueles que já se pronunciaram contra o novo espaço. Em entrevista ao Financial Times, John Sharkey, vice-presidente de operações europeias da SMG, que opera a Manchester Arena, espaço inaugurado na cidade em 1995 para 21 mil pessoas, disse que um novo local colocaria em risco o futuro do que já existe.

"O mercado não vai apoiar dois locais com capacidade para 20 mil pessoas. Um vai falhar", opinou o executivo.

Ainda não há uma data estimada para a apresentação de um projeto mais consistente por parte da parceria City Football Group e o Oak View Group. Clube e empresa esperam fazer isso assim que os estudos de viabilidade forem concretizados.


Notícia Manchester City Etihad Stadium Oak View Group espaço shows musicais marketing mercado gestão Manchester