A Premier League finalmente nomeou um novo CEO como sucessor de Richard Scudamore, que ficou 19 anos no cargo. O escolhido foi David Pemsel, atual CEO do Guardian Media Group (GMG), que engloba dois dos jornais mais tradicionais da Inglaterra, o The Guardian e o The Observer. Pemsel assumirá a nova função em abril do ano que vem.

A escolha acaba com uma novela que se arrasta já há bastante tempo e que parecia não enxergar um final feliz. Isso porque alguns indicados ao cargo simplesmente negaram assumir, como foi o caso de Susanna Dinnage, executiva-sênior do grupo de mídia Discovery, e Tim Davie, executivo-chefe da divisão comercial da BBC Studios. O problema se tornou tão grande que chegou a hora de Scudamore sair e, para o seu lugar, foi colocado um CEO interino, Richard Masters, que ficará na função até a chegada de Pemsel.

Foto: Reprodução

O novo todo-poderoso da Premier League possui um currículo vasto. Já foi diretor de marketing do grupo da emissora britânica ITV; parceiro da agora extinta agência de publicidade Boymeetsgirl; diretor e sócio da produtora de TV e de filmes Shine; e sócio-gerente da St Luke's Communications, com clientes como Sky e BBC.

No GMG, Pemsel é CEO desde 2015 e liderou a transformação digital do grupo nos últimos anos, além de desenvolver a marca da empresa internacionalmente. O executivo ainda foi o responsável pelos primeiros lucros operacionais da organização em seus negócios de notícias em 20 anos, gerando receitas recordes em 2019.

"Estamos muito satisfeitos em receber David na Premier League. Seu estilo direto e integridade pessoal fazem dele uma pessoa ideal para liderar os negócios. No Guardian, ele demonstrou uma forte liderança durante um período de mudanças e transformações. Retornar o grupo ao lucro é uma conquista impressionante e demonstrou que ele pode desenvolver e executar um plano de transformação em um cenário de negócios em constante mudança. Além disso, trabalhou com grandes players em mídia digital e gerenciou diversos grupos. Estamos ansiosos para trabalhar com David e temos certeza de que ele será um grande trunfo para a Premier League", declarou Bruce Buck, presidente do Chelsea e líder do comitê de indicações da Premier League, grupo que conduziu o processo de escolha.

"Estou emocionado por me ter sido oferecida esta oportunidade incrível. A Premier League é a liga de futebol mais assistida do mundo, e estou muito animado para ser uma parte essencial disso. Como fã de futebol, entendo a importância do jogo para os torcedores e nossa identidade nacional, e estou honrado em assumir o comando de uma organização tão influente e prestigiada", disse David Pemsel.


Notícia Premier League David Pemsel CEO The Guardian The Observer mídia negócios marketing mercado gestão