A Confederação Brasileira de Vôlei deu mais um passo rumo à mudança de imagem da entidade. Nesta semana, a CBV lançou um edital abrindo concorrência para a escolha da nova logomarca da confederação, num processo que faz parte do plano estratégico traçado pela Fundação Getúlio Vargas até o ano de 2020.

“Dentro do plano de renovação da CBV e junto com a mudança de sede, vamos fazer esse concurso. A ideia é que a marca seja criada tendo como base o que queremos, que é transmitir a imagem de uma entidade vencedora, reconhecida pela performance”, afirmou à Máquina do Esporte Ricardo Trade, CEO da CBV.

Segundo o executivo, a nova marca será apresentada no dia 26 de outubro, na festa de inauguração da nova sede da CBV, no Rio Centro.

“Nós representamos o vôlei brasileiro. E queremos ouvir das agências o que elas enxergam da gente, do nosso histórico. O processo de criação respeitará a missão e os valores que queremos para a CBV”, disse o executivo, que considera a inauguração da nova sede um marco dessa era de resgate da imagem da entidade.

Uma comissão será formada nos próximos dias, envolvendo executivos de marketing da CBV e também profissionais do mercado, para fazer a votação das logomarcas a serem apresentadas.

As empresas concorrentes vão apresentar suas propostas nos dias 8, 9 e 13 de outubro. No dia 19 será divulgado o vencedor, que receberá um prêmio de R$ 50 mil pela criação da logomarca.


Notícia CBV Marketing Gestão