Com mais de 20 empresas parceiras, a Confederação Brasileira de Rugby (CBRu) é financeiramente estável e, portanto, pode preterir o faturamento em dias de jogos para manter firme o projeto de popularização do esporte no Brasil.

Para a primeira partida no Pacaembu, no dia 4 de dezembro, às 21h, o ingresso é a doação de um livro novo ou em bom estado.

"Fizemos uma parceria com a secretaria de educação e ficou decidido então que a entrada do jogo no Pacaembu seria a doação de um livro novo ou em bom estado de conservação. Nossa ideia é promover a educação e cultura, e a entidade ou escola beneficiada será escolhida antes da partida", disse Caio Marcontao, gerente de projetos e relações governamentais da CBRu.

O duelo contra a Alemanha será o primeiro de uma série de três eventos a serem realizados no estádio paulista. Os embates diante de Estados Unidos e Argentina serão realizados nos dias 27 de fevereiro e 5 de março de 2016, respectivamente.

Ainda não está decidido se a estratégia de troca de ingressos será mantida para os outros jogos, mas a possibilidade de prosseguir com a ação existe.

“Entrar com o rugby em um dos estádios mais tradicionais da cidade de São Paulo é sem dúvida um marco que representará um importante passo para o crescimento do rugby no Brasil”, afirma Agustin Danza, CEO da CBRu.

No evento criado no Facebook, o duelo Brasil e Alemanha já teve 12 mil convites enviados. Desses, 6,2 mil demonstraram interesse no confronto, enquanto outros 5,9 mil usuários confirmaram a presença.


Notícia CBRu Rúgbi Gestão