A reformulação da CBF após a Copa do Mundo teve um passo importante no departamento de marketing da entidade. A partir desta terça-feira, o novo responsável pela área começa a trabalhar no prédio da confederação, no Rio de Janeiro.

Gilberto Ratto, ex-gerente executivo de marketing do São Paulo, foi contratado para coordenar o reformulado marketing da CBF. A contratação de Ratto é emblemática. Ele será o primeiro profissional de mercado a assumir o departamento.

O executivo é conhecido por José Maria Marin, atual presidente da CBF, e Marco Polo Del Nero, seu sucessor e que assume em abril do próximo ano.

A dupla de dirigente trabalhou junto com Ratto durante o período em que ele era gerente de relações esportivas da Topper, patrocinadora da Federação Paulista de Futebol, que é presidida por Del Nero e que tinha Marin como diretor.

A chegada de Ratto marca a saída de José Carlos Salim do marketing da CBF. Ele estava no cargo desde 1989, quando Ricardo Teixeira, seu amigo pessoal, assumiu a entidade. Salim acompanhou o período de maior crescimento da confederação. A troca de executivo era um desejo antigo de Marin, que já havia conversado com Luís Paulo Rosenberg, ex-diretor de marketing do Corinthians.

Em entrevista para o site da ESPN, Marin afirmou que Salim deverá continuar na entidade como uma “espécie de consultor”, cargo que outros ex-aliados de Teixeira foram ocupando nos últimos anos.

O novo responsável pelo marketing da CBF deverá entrar num período de intensa negociação de contratos. Alguns acordos, como o da Vivo e o da Nestlé, estão para vencer no fim do ano.

O desafio de Ratto será ampliar os ganhos da CBF, que no ano passado, pré-Copa do Mundo, faturou mais de R$ 250 milhões só com patrocínios.

A saída de Ratto do São Paulo deixa o clube paulista, a princípio, sem um responsável pelo dia-a-dia da área. O executivo é quem tocava o acerto com o novo fornecedor de material esportivo são-paulino.  


Notícia CBF Marketing