O Campeonato Brasileiro volta a ser jogado nesta quarta-feira (18) com uma novidade.

A rede atacadista Assaí, que faz parte do Grupo Pão de Açúcar, é a nova detentora do title sponsor da competição, que passará a se chamar Brasileirão Assaí. O acordo foi fechado na última semana pela diretoria de marketing da CBF e será anunciado para a imprensa às 10h desta terça-feira (17).

O contrato é válido até o final de 2019, o que garante ao Assaí uma série de propriedades de exposição na atual temporada e, também, no ano que vem, quando os clubes passarão a ser responsáveis pela negociação das placas de publicidade.

Os valores do contrato não serão divulgados. Com o acerto com a rede atacadista, o Brasileirão volta a ter um title sponsor desde a saída da Chevrolet, em 2016. Antes da empresa do ramo automobilístico, a Petrobras deu nome à competição.

Naquela época, porém, o contrato era firmado com a Globo, que pagava à CBF R$ 15 milhões pelo direito de comercializar essa propriedade. Os valores atuais, sem a parceria com a Globo, tendem a ficarem um pouco abaixo dessa grandeza.

Pelo acordo, o Assaí terá direito à exposição da marca no pórtico de apresentação dos times nos jogos, além da placa central do gramado e, também, de placas no escanteio. O negócio, fechado após a participação do Brasil na Copa do Mundo, ainda permite à patrocinadora realizar ativações com o público, mas essas propriedades ainda estão sendo discutidas em conjunto com os executivos da CBF.

Protótipo de como serão inserções de placa e pórtico da Assaí no Brasileirão / ©Máquina do Esporte

O Assaí possui 130 lojas distribuídas em 17 estados brasileiros, além do Distrito Federal. Entre os representates dos 20 clubes da Série A nacional, só os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul não possuem unidades da rede atacadista. Até 2007, antes de ser comprado pelo Grupo Pão de Açúcar, a rede possuía14 lojas.

Com foco no comércio varejista, principalmente no pequeno empreendedor do ramo de alimentação, a rede alcançou faturamento de R$ 20,1 bilhões em 2017, representando quase 42% de tudo o que faturou o Grupo Pão de Açúcar. A abertura de 20 novas unidades foi a responsável direta pelo maior faturamento.

O acordo para o Brasileirão representa a entrada de um novo player ao mercado. Desde que o mesmo Grupo Pão de Açúcar, mas com a bandeira Extra, patrocinou a seleção brasileira no período da Copa do Mundo de 2014, que varejistas estavam longe do patrocínio ao futebol. Agora, a tendência é que o Assaí puxe a fila de novos investidores, em movimento que geralmente acontece no esporte.


Notícia Marketing patrocínio Brasileirão Assaí Pão de Açúcar