Caixa assina com o ciclismo brasileiro

Caixa assina com o ciclismo brasileiro

A Caixa Econômica Federal anunciou um acordo de patrocínio à Confederação Brasileira de Ciclismo (CBC). O banco estatal desembolsará R$ 17 milhões em um contrato que durará até 2016.

O investimento da instituição financeira será em quatro modalidades de ciclismo: BMX, Mountain Bike, Estrada e Pista. Todas estarão nos Jogos Olímpicos de 2016, no Rio de Janeiro.

O acordo prevê a participação e promoção da Caixa em competições nacionais e internacionais, programa de apoio para atletas, programa de formação técnica e programa de combate ao doping.

“A Caixa faz investimentos contínuos no esporte brasileiro. Mais do que propiciar aos atletas condições essenciais de treinamento para participar de competições e torneios nacionais e internacionais, o patrocínio da Caixa ao ciclismo também vai valorizar a inclusão social, a educação e a descoberta de novos talentos”, afirmou Clauir Luiz Santos, diretor de marketing da Caixa.

“Este patrocínio irá auxiliar no fortalecimento das quatro disciplinas Olímpicas, contempladas pela Confederação, que proporcionam ao Brasil a chance de competir diretamente por 54 medalhas olímpicas. Agradeço a parceria da CAIXA, estaremos trabalhando juntos para que o valor seja bem representado pela equipe brasileira de Ciclismo, numa parceria duradoura”, declarou José Luiz Vasconcellos, presidente da CBC.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, além da CBC, a Caixa estará representada por meio dos patrocínios à Confederação Brasileira de Atletismo (CBAt), que o banco desembolsará R$ 90 milhões até 2016; à Confederação Brasileira de Ginástica (CBG), que custará R$ 35 milhões até 2016; ao Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), que a instituição financeira investirá R$ 120 milhões até 2016.

Além disso, a Caixa ainda gasta R$ 11, 2 milhões com o patrocínio às lutas olímpicas, por meio da Confederação Brasileira de Lutas Associadas (CBLA). Em 2013, foram investidos outros R$ 48 milhões para a realização de uma série de corridas de rua.

Ainda no esporte, a Caixa investe R$ 95,9 milhões no patrocínio a 11 clubes de futebol do Brasil: Corinthians (R$ 30 milhões), Flamengo (R$ 25 milhões), Vasco (R$ 15 milhões), Vitória (R$ 6 milhões), Atlético Paranaense (R$ 6 milhões), Coritiba (R$ 6 milhões), Atlético Goianiense (R$ 2,4 milhões), Avaí (R$ 1,75 milhão), Figueirense (R$ 1,75 milhão), Chapecoense (R$ 1 milhão) e ASA (R$ 1 milhão).


Notícia Caixa Economica Federal Patrocínio