Os aplicativos de transporte estão na disputa pelo mercado esportivo. Após alguns contratos da Uber, agora é a vez da Cabify investir no segmento. Na quarta-feira (09), a empresa apresentou patrocínio ao Botafogo, com exposição da marca no uniforme.

Assim como acontece nos contratos entre Uber e clubes grandes, o acordo entre Cabify e Botafogo será curto, pontual. A marca ficará exposta ao lado do escudo do time, durante a partida contra o Nacional do Uruguai, pela Libertadores, e durante os dois duelos contra o Flamengo, pela Copa do Brasil.

Em conversa com a Máquina do Esporte, o gerente de marketing da Cabify, Fernando Hammes, distanciou a estratégia da empresa com a que tem realizado a sua principal concorrente, a Uber.

“Tudo surgiu como comemoração ao primeiro ano da Cabify no Rio de Janeiro. É um patrocínio pontual, um primeiro contrato que servirá como teste para a empresa no esporte”, contou o executivo, que não abriu os próximos planos da empresa para o segmento.

O Cabify já fez aporte a Ponte Preta, mas a operação da empresa é feita em escritórios distintos em cada cidade. Dessa maneira, houve apenas uma troca de experiências entre os dois módulos.

Na prática, a ativação da Cabify ficará próxima do que realiza a Uber em seus aportes esportivos: os torcedores terão direito a um código promocional para ter descontos em viagens para o estádio do clube, o Engenhão.

No Rio de Janeiro, a Uber fez patrocínio pontual no Flamengo, no início deste ano. Depois, a companhia chegou a patrocinar o time de basquete do clube carioca. Com o aporte, a empresa teve como principal ativação a promoção de um encontro entre torcedores e o ex-jogador Zico.


Notícia Cabify Botafogo