Antes mesmo de terminar, a Brasil Futebol Expo (BFE) anunciou que, entre 23 e 27 de setembro de 2020, fará a segunda edição da feira que reuniu negócios, troca de conhecimento e entretenimento ao público na cidade de São Paulo. No encerramento do congresso, neste sábado (7), a nova data foi apresentada ao público, reforçando o conceito que marcou a primeira edição do evento.

"O desafio agora é crescermos em todos os aspectos e resultados em 2020", afirmou Gustavo Herbetta, CEO da Brasil Futebol Expo, em entrevista à Máquina do Esporte.

Foto: Divulgação / Brasil Futebol Expo

Em quatro dias de evento, a BFE conseguiu reunir cerca de 45 mil pessoas. Foram 8.500 apenas nos quase 70 cursos ofertados dentro da programação. Além disso, 50 expositores foram responsáveis por entreter o público, que no final de semana lotou o espaço, tendo a possibilidade de realizar diferentes vivências com bola, que iam desde competições de futmesa até óculos de realidade virtual.

LEIA MAIS: Brasil Futebol Expo celebra "disseminação do conhecimento"

"Temos certeza absoluta de que atingimos nossos objetivos em todas as frentes. Geramos networking e negócios para os mais de 50 expositores, proporcionamos muito entretenimento e experiências interativas para os cerca de 45 mil visitantes e, principalmente, conseguimos capacitar mais de 8.500 alunos, que foram certificados nos mais de 65 cursos que oferecemos na 1ª edição da BFE", disse Herbetta.

O executivo celebrou também o sucesso comercial da feira. Entre a concepção do projeto e a realização do evento, passaram-se apenas três meses e meio. Mesmo com o pouco tempo, a BFE conseguiu atrair patrocinadores, em sua maioria empresas que também apoiam a Confederação Brasileira de Futebol (CBF).

As marcas realizaram ações para o público final, como o Museu da CBF montado pela Vivo. Outras, fizeram ações mais restritas ao público executivo que assistiu aos cursos, como a GOL, que montou uma área "mais conforto" dentro da plenária onde ocorreu o congresso, e a Kalunga, que deu nome a uma sala de debates. A Fiat também ativou o patrocínio oferecendo estacionamento gratuito àqueles que chegassem à feira dirigindo carros da marca.

"Atraímos grandes marcas que já investem ou não no futebol brasileiro, ativando a parceria através dos nossos dois pilares: entretenimento, em que elas patrocinaram campeonatos para os torcedores, e educacional, em que os patrocinadores tiveram em salas de aula e na plenária pontos de contato direto com estudantes universitários e profissionais do meio. No final das contas, oferecemos uma plataforma de ativação completa para os nossos parceiros", completou Herbetta.


Notícia Brasil Futebol Expo BFE CBF feira negócios futebol networking mercado marketing estratégia gestão