Campeão da Bundesliga em 2010/2011 e 2011/2012 após quase falir em meados da década de 2000, o Borussia Dortmund está atrás de investidores para tentar diminuir o abismo financeiro entre ele e o rival Bayern de Munique.

Os gestores do Borussia querem vender duas participações de pelo menos 5% para "parceiros estratégicos" até o fim de setembro. Em junho, já foi comercializada uma participação de 9% para as indústrias químicas Evonik.

"Não precisa ser necessariamente para uma companhia alemã ou para um de nossos atuais patrocinadores", disse Hans-Joachim Watzke, diretor geral da equipe alemã, em uma entrevista à Bloomberg concedida no fim do mês de julho. "Este parceiro estratégico não precisa ser um fundo, mas um investidor que tenha um interesse de longo prazo".

A Evonik, bem como a Puma, atual fornecedora de materiais esportivos, e a seguradora Signal Iduna são empresas que estão tentando fazer o Borussia sair da "sombra" do Bayern, de longe o clube de futebol melhor sucedido da Alemanha. Para que se tenha uma ideia da discrepância financeira entre os dois times, em 2012/2013 o Bayern de Munique faturou 432,8 milhões de euros, quase o dobro dos 219,9 milhões de euros que o Borussia Dortmund arrecadou.


Notícia Borussia Dortmund Borussia Dortmund Bayern de Munique Bundesliga Campeonato Alemão Finanças