A Federação Internacional de Escalada (IFSC, na sigla em inglês) anunciou na semana passada dois acordos históricos para a modalidade, que estreará como esporte olímpico nos Jogos de Tóquio no ano que vem. Com os contratos, a escalada aproveita o boom olímpico e, consequentemente, espera aumentar sua visibilidade cada vez mais.

Os acordos foram assinados com a Dentsu, uma das maiores agências de publicidade do mundo, e com a Synca Creations, empresa especializada na produção e distribuição de produções multimídia, que já era parceira do IFSC para transmissões de eventos de escalada esportiva desde 2013. Ambas são japonesas.

Foto: Eddie Fowke - Reprodução / Twitter (@IFSClimbing)

Segundo o site blogdescalada.com, as duas companhias terão direitos exclusivos de publicidade e mídia, respectivamente, para Ásia, América Latina e Caribe até 2023. Os contratos incluem todas as competições oficiais, inclusive os Mundiais. A China e os Estados Unidos, no entanto, não fazem parte da parceria.

Vale ressaltar que a IFSC já possui transmissão por streaming de todos os seus 16 eventos internacionais, além de resumos de quase meia hora de cada uma das etapas. A meta de Dentsu e Synca nas conversas com a IFSC têm o intuito de aumentar o número de eventos e também agregar mais valor ao produto na mídia.  

Esta é a segunda boa notícia para o futuro esporte olímpico em questão de semanas. Recentemente, a ESPN fechou um contrato com a US Climbing, liga de escalada esportiva dos Estados Unidos, para transmitir eventos do esporte no país.

A escalada esportiva será um dos vários esportes a estrear nos Jogos Olímpicos de 2020. Os outros são basquete 3x3, caratê, skate e surfe. A última novidade fica por conta do beisebol e do softbol, que retornarão ao programa olímpico.


Notícia Escalada Dentsu Synca Jogos Olímpicos Tóquio 2020 marketing publicidade mídia mercado visibilidade