Silvio Berlusconi, que deve vender o Milan para grupo chinês

O ex-presidente italiano Silvio Berlusconi, dono do Milan, está próximo de vender o clube. O dirigente decidiu aceitar uma proposta de um grupo empresarial chinês, que irá desembolsar € 700 milhões. As tratativas já começaram e acredita-se que até o final de junho o clube já estará nas mãos dos novos donos.

De acordo com o diário “Corriere dello Sport”, o comprador é um gigante chinês. Nesta quarta-feira (dia 27), uma reunião entre dirigentes do Milan irá discutir o assunto. O dirigente teria se convencido que a melhor opção é vender o time após reuniões com familiares.

O Milan, detentor de sete títulos da Liga dos Campeões, atravessa uma profunda crise financeira há alguns anos. O clube não tem sequer frequentado a Liga Europa. Na atual temporada do Campeonato Italiano, ocupa a sexta posição, mas está a seis pontos da Fiorentina, clube que hoje conseguiria uma das vagas para a competição europeia.

No ano passado, Berlusconi já havia vendido 48% das ações do Milan para o empresário tailandês Bee Taechaubol por € 500 milhões.


Notícia Milan Milan Venda China