Após a confirmação de que havia negociações em andamento no final da semana passada, o Bayern de Munique confirmou nesta quarta-feira (13) que a BMW será patrocinadora da equipe no futuro. Em teroria, a montadora alemã, sediada em Munique como o clube, deveria assumir o aporte em 2025, quando o contrato entre Bayern e Audi chegará ao fim, mas há também a possibilidade de uma rescisão antes do tempo previsto.

Foto: Reprodução

Há, no entanto, uma mudança em relação ao que foi especulado nos últimos dias. O Bayern não revelou os valores envolvidos na negociação, mas garantiu que não chegam aos € 800 milhões citados pela revista alemã Manager Magazin, que seriam um recorde histórico para o clube. A duração exata do contrato também não foi revelada.

"É uma necessidade importante dizer que sim, nós temos um acordo com a BMW para o futuro, tanto no basquete como no futebol, mas não revelaremos os números", afirmou Uli Hoeness, presidente do clube.

Com relação às ações que a Audi possui no clube, a informação da imprensa alemã é que, de fato, a BMW deverá comprar os 8,33% adquiridos pela concorrente entre 2010 e 2011. À época, a Audi pagou € 90 milhões. Nos dias atuais, a BMW deverá pagar algo em torno de € 200 milhões pelas mesmas ações. Além da Audi, Adidas e Allianz também possuem 8,33% de ações cada uma no clube.

Vale lembrar que o Bayern fechou seu último ano fiscal, relativo à temporada 2017/2018, com uma receita recorde de € 657,4 milhões. O principal destaque envolvido nesse número é o setor de patrocínios, que passou de € 113,9 milhões em 2016/2017 para € 189,4 no ano seguinte. Além dos acordos substanciais com Deutsche Telekom, Adidas e Allianz, o clube ainda teve a estreia da Qatar Airways na manga esquerda da camisa.


Notícia Bayern de Munique BMW Audi ações patrocínio marketing montadora mercado estratégia