Na última sexta-feira (18), durante o programa "Os Donos da Bola", da Band, o apresentador Neto disse que iria começar a comentar a NBA, que nesta quinta-feira (24) volta a ter a temporada regular transmitida na tela da emissora após 20 anos. A história passou como uma brincadeira do ex-jogador de futebol, mas a Band realmente deve utilizá-lo ao longo das transmissões.

LEIA MAIS: Band e NBA se acertam, e liga volta à TV aberta após 15 anos

LEIA MAIS: Análise: Juntas, NBA e Band mudam de status

"Queremos falar com o não convertido, com quem não é fã de basquete. Esse é o nosso foco. Nisso, o Neto pode ser o comentarista. Não o comentarista técnico, mas aquele que representa o torcedor que conhece a NBA, mas não é fanático", disse José Emilio Ambrosio, diretor de esportes da Band, em entrevista exclusiva.

A ideia da emissora é clara. Com ESPN e SporTV também exibindo os jogos da NBA, a aposta é falar com quem já está dentro da emissora e ainda não tem conhecimento técnico do basquete para acompanhar na TV por assinatura os jogos.

Foto: Reprodução / Twitter (@10neto)

A NBA terá duas datas durante a semana na Band. Um jogo na quinta-feira às 23h30 e outro no domingo às 20h. A ideia é fazer com que a programação esportiva da TV fale bastante do dia a dia do basquete, algo que era bastante comum nos anos 80 e 90, quando a Band trouxe para o Brasil as transmissões da NBA.

"Faremos muito crossmedia entre os programas. O público que não vê a NBA, acompanha o futebol. Sempre antes e depois dos jogos (às quintas e domingos) vamos ter os programas de futebol falando do basquete", afirmou Ambrosio.

LEIA MAIS: Ao contrário da Band, SporTV e ESPN miram fãs da NBA

Além de promover o esporte para quem não está familiarizado com ele, a emissora pretende fazer o torcedor conhecer mais os jogadores brasileiros da NBA. Na atual temporada, quatro atletas do país estarão na liga: Nenê (Houston Rockets), Bruno Caboclo (Memphis Grizzlies), Raulzinho (Philadelphia 76ers) e Cristiano Felício (Chicago Bulls). Felício já gravou chamadas para que o torcedor veja os jogos.

"O torcedor precisa dos ídolos. Queremos mostrar que o Brasil tem atletas na liga, e queremos torná-los mais próximos dos torcedores", disse o executivo.

Outra ideia da Band é usar o fato de ela transmitir tanto a NBA quanto o NBB para promover ainda mais o basquete. Atletas do NBB que já jogaram a NBA, como Leandrinho, devem estar em programas para falar das duas ligas. Além disso, nos jogos, sempre uma liga chamará para a transmissão da outra. Nesta quinta-feira (24), isso já deve ser colocado em prática na transmissão de Golden State Warriors x Los Angeles Clippers. No sábado (26), pelo NBB, a Band exibirá São José x Corinthians.


Notícia Band NBA Neto estratégia marketing comercial mídia transmissão TV aberta gestão mercado basquete NBB