Quase 30 anos após adotar o esporte como plataforma para rejuvenescimento da marca, o Banco do Brasil decidiu recorrer agora ao e-Sports para reposicionar-se com o público. O banco anunciou, na mesma semana, o patrocínio ao Prêmio e-Sports Brasil e, também, à Brasil Game Show (BGS).

LEIA MAIS: Banco do Brasil amplia foco no e-Sports com patrocínio a prêmio

Os dois acordos fazem parte do novo posicionamento do banco, que tem procurado o e-Sports para mostrar uma marca mais tecnológica para o público. Na feira realizada em São Paulo na última semana, o banco deu a premiação a uma maratona de desenvolvimento de jogos eletrônicos e, ainda, criou um jogo em que o público precisa evitar um assalto ao "QG BB", espaço que foi montado pelo banco na BGS.

Foto: Reprodução / Brasil Game Show

Outra iniciativa adotada pela instituição foi promover uma premiação a quem abrisse conta no banco. As pessoas concorreram a um "quarto gamer", com apetrechos como cadeiras, computador, consoles, monitores, etc. O espaço montado no estande do Banco do Brasil foi sorteado entre aqueles que visitaram o espaço e abriram conta, e, ainda, a quem já era correntista do BB e esteve no local durante a feira.

"Somos um banco com 211 anos de história, mas com muita energia e muito fôlego para novidades, pois somos inovadores e acompanhamos os movimentos do mundo contemporâneo", disse Alexandre Alves, diretor de marketing do BB.

O executivo ainda complementou sobre o apoio ao Prêmio e-Sports Brasil:

"Assim como feito com o vôlei, estamos fomentando uma modalidade de esporte conectada com o mundo de hoje", finalizou.


Notícia Banco do Brasil e-Sports estratégia marca rejuvenescimento marketing patrocínio mercado universo gamer Brasil Game Show