O anúncio do fechamento do canal Esporte Interativo preocupa os times que acertaram com a emissora para o Campeonato Brasileiro. As equipes têm mostrado incômodo com a exibição de partidas em um canal que não seja esportivo, no caso a TNT e o Space, também pertencentes à Turner.

Foto: Reprodução

O Bahia foi o primeiro clube a declarar que romperá com o EI após a decisão de fechamento do canal linear de TV.

“Sobram motivos contratuais para a rescisão. Só a luva de R$ 60 milhões a mais para o Palmeiras, já é um escândalo. Essa é a decisão do Bahia. Vamos partir pra rescindir”, afirmou Guilherme Bellintani, presidente do clube, em entrevista ao “Correio da Bahia”.

Na Série A do Campeonato Brasileiro, o Esporte Interativo mantém contrato com Atlético-PR, Bahia, Ceará, Internacional, Palmeiras e Santos. Há ainda times na Série B do torneio, como Coritiba, Fortaleza e Ponte Preta.

Até o momento, apenas o Bahia se posicionou de maneira mais assertiva. O Santos vai analisar a situação para poder tomar uma decisão mais concreta. Outras equipes têm demonstrado preocupação com a extinção do canal da Turner.

A situação com o Esporte Interativo já era delicada antes. Além da questão de pagamento maior ao Palmeiras, os clubes que acertaram com a emissora ficaram com contratos inferiores na Globo, para transmissão em televisão aberta. 

Na fechada, como o canal da Turner terminou as negociações com um número limitado de equipes; ele depende de um acordo com o SporTV para poder ter mais jogos.

Leia Mais: Esporte Interativo deixa a TV e ficará só no digital

Leia Mais: As cinco razões para o fim do Esporte Interativo na TV

Leia Mais: Análise: Não há mercado para tanto esporte na TV

Leia Mais: Sem canal, EI busca parceiros para Série C e Aspirantes

Leia Mais: Nova fase reforça soberania digital do Esporte Interativo

Leia Mais: Cronologia: relembre a história do Esporte Interativo


Notícia Esporte Interativo EI Turner transmissão Bahia rescisão contrato TNT Space Globo SporTV