O Australian Open, Grand Slam disputado em janeiro e que praticamente abre a temporada do tênis mundial, anunciou nesta quarta-feira (10) um mega-acordo com a marca de bebidas chinesa Luzhou Laojiao. Com a parceria, o torneio espera se aproximar do público chinês, considerado de vital importância para a internacionalização da marca do aberto australiano.

Os valores exatos da negociação não foram revelados. No entanto, Richard Haselgrave, diretor de receitas do Tennis Australia (TA), órgão que rege o tênis no país, afirmou que trata-se do “maior acordo de patrocínio chinês” e “um dos maiores negócios que a TA já fechou”.

A imprensa britânica especula que o valor do contrato, válido até 2023, seja bem próximo dos US$ 60 milhões que a Kia Motors, principal patrocinadora do torneio, paga para ter seu nome associado ao primeiro Grand Slam da temporada.

Foto: Reprodução / Twitter (@AustralianOpen)

Como parte do acordo, que foi anunciado em Xangai, a Luzhou Laojiao se beneficiará da exposição global e engajamento da marca por meio da visibilidade das transmissões internacionais do torneio. Além disso, os produtos da marca serão oferecidos em todas as áreas de hospitalidade do complexo em Melbourne.

O acerto comprova o objetivo da TA de expandir a marca do Australian Open na região da Ásia-Pacífico. O órgão governamental nacional estabeleceu escritórios em Xangai e Hong Kong nos últimos anos, em que especialistas locais trabalham para desenvolver diversos eventos relacionados ao aberto australiano ao longo do ano.

“É um momento incrivelmente emocionante em nossos negócios. Este é, de longe, o acordo mais significativo que já fizemos na China. De fato, é um dos maiores acordos de parceria que já fizemos e nos ajudará a impulsionar fortemente a próxima fase do crescimento de nossos negócios globais”, afirmou Craig Tiley, CEO do Tennis Australia.

“No futuro, trabalharemos em conjunto com o Australian Open na promoção do tênis, estabelecendo programas de caridade esportiva e construindo uma base de consumidores mais forte para ativar essa parceria colaborativa abrangente, multidimensional e de longo prazo, bem como aprimorar nossas comunicações com nossos consumidores globais e expandir ainda mais a influência da marca Luzhou Laojiao no mundo”, declarou Liu Miao, presidente do conselho da empresa.

Esta é a primeira vez que uma marca chinesa se torna parceira de um torneio de Grand Slam. O anúncio ainda coincidiu com a divulgação de que a premiação em dinheiro para a edição 2019 do Australian Open subiu 10%, alcançando US$ 43 milhões no total.


Notícia Australian Open Luzhou Laojiao marca bebidas chinesa patrocínio marketing mercado estratégia tênis Grand Slam