Um duelo entre duas poderosas fabricantes de automóveis alemãs deverá resultar no incremento de cerca de € 1 bilhão (R$ 4,5 bilhões) nos próximos dez anos para o Bayern de Munique. A Audi elevou a oferta feita para renovar o contrato de patrocinador oficial do clube alemão e, assim, desbancou a BMW, que entraria na equipe a partir de 2025.

Em entrevista ao diário alemão "Frankfurter Allgemeine", um porta-voz da BMW afirmou que a companhia desistiu do acordo pelo qual pagaria € 80 milhões por ano a partir de 2025. O negócio incluiria a compra de 8% das ações que a Audi detém no Bayern. 

A concorrente, porém, elevou a oferta anual que é paga ao Bayern em cerca de € 60 milhões ao ano. Assim, o acordo deve chegar a € 1 bilhão ao longo de 12 temporadas, o que deve fazer o contrato ser avaliado em cerca de € 83 milhões por ano.

"Encerramos as conversas e não seremos mais patrocinadores oficiais do Bayern. O aumento substancial promovido pela Audi torna o negócio economicamente injustificável e indefensável do ponto de vista dos negócios", disse o porta-voz ao diário alemão.

No último ano, de acordo com a Deloitte Money League, o Bayern foi um dos clubes que mais faturou com patrocínios no mundo. Os alemães levantaram quase € 350 milhões com seu departamento comercial, cerca de 55% de toda a arrecadação no ano, perdendo apenas para o Real Madrid nesse quesito.


Notícia Bayern de Munique Marketing Patrocínio Bayern Audi BMW