O adiamento dos Jogos Olímpicos, que agora terão que acontecer até o verão de 2021 no Hemisfério Norte (portanto, inverno no Hemisfério Sul), deve causar um efeito cascata no calendário esportivo mundial. A decisão foi oficializada nesta terça-feira (24) pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

LEIA MAIS: Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio são adiados para 2021

Um dos primeiros afetados será o Mundial de Atletismo (World Outdoor Championships), que aconteceria de 6 a 15 de agosto de 2021. A competição, que seria em Eugene, no Oregon (EUA), deve ter as datas alteradas. Já no começo dessa semana, com a iminência do adiamento dos Jogos Olímpicos, a Federação Internacional de Atletismo (World Athletics), a Federação de Atletismo dos EUA (USATF) e o Comitê Organizador do Mundial já haviam se reunido para estudar novas opções de datas.

Foto: Reprodução / Site (worldathleticschamps.com/oregon21)

No momento, a competição, batizada de Oregon21, está com o planejamento avançado, o que inclui uma grande reforma do Estádio Hayward Field, em um esforço para transformá-lo no principal palco de atletismo do mundo. Apesar de uma grande tradição na modalidade, será a primeira vez que os Estados Unidos sediarão o Mundial, que teve início em 1983. O país enxerga o fato como uma “oportunidade estratégica única”.   

“Discutimos a possibilidade de um adiamento com todas as principais partes interessadas e podemos assegurar ao World Athletics que trabalharemos com eles para garantir que o Oregon ainda possa sediar o World Outdoor Championships em datas alternativas, caso isso seja necessário”, declarou Niels de Vos, executivo-chefe do Oregon21, em comunicado divulgado pelo jornal local The Oregonian.


Notícia Mundial de Atletismo 2021 Eugene Oregon EUA Jogos Olímpicos Tóquio 2020 adiamento calendário mercado