Desde 2008, o Itaú patrocina as seleções brasileiras de futebol. Neste ano, pela primeira vez, o banco fez uma campanha exclusiva para o time feminino, que disputa a Copa do Mundo na França. Na ação, o Itaú tem chamado a atenção da torcida para acompanhar mais quem são nossas jogadoras e de que forma nos relacionamos com a seleção feminina.

Uma atitude no mínimo estranha, já que, em 11 anos de patrocínio, foi a primeira vez que o banco de fato apoiou o futebol feminino. Mas a própria mudança de comportamento do Itaú é fruto de um novo direcionamento de como se relacionar com a modalidade.

"No ano passado, a gente fez uma imersão no universo do futebol feminino. Contratamos uma pesquisa com consultoria especializada, conversamos com influenciadoras, atletas e ex-atletas para captar a perspectiva delas em relação ao futebol feminino. Antes de começar a explorar esse assunto, a gente precisaria estudar e se debruçar em cima do tema para abordá-lo de maneira legítima", explicou Juliana Cury, superintendente de marketing do Itaú.

Foi assim que surgiu o projeto que começou por volta de março e se estenderá até o segundo semestre. Em princípio, a marca patrocinou, em parceria com o Museu do Futebol, a exposição "Contra-Ataque! - As Mulheres do Futebol", que conta a história das mulheres para ganharem espaço no futebol.

Depois, lançou a campanha estrelada por Andressa Alves (Barcelona) e Cristiane Rozeira (São Paulo). A mensagem que as jogadoras passam é impactante: "A gente busca reconhecimento. A gente busca se superar. E você, já buscou sobre nós?", questionam.

Foto: Reprodução / YouTube (Itaú)

"Existe essa tensão em relação ao futebol feminino, que ele precisa de mais espaço, de mídia, de empresas, de outros atletas apoiando. Entramos, então, nesse movimento de busca, de apoio e acolhimento da torcida", afirmou Juliana.

A campanha teve desdobramento com uma parceria com a Wikipedia. A enciclopédia virtual tem sido turbinada com mais informações sobre as jogadoras do Brasil e a história da seleção.

No segundo semestre, a promessa é de dar mais força ao tema do empoderamento feminino a partir de uma parceria com o Twitter. A plataforma veiculará cinco episódios que contam a história de ícones da modalidade.

"A gente tem um projeto que começa logo mais que é o 'Donas do Jogo', em parceria com o Twitter, de contar histórias de mulheres que praticam o futebol feminino. Ele começa do meio para o final da Copa, e vai perdurar no segundo semestre. Queremos, mais do que a campanha, ter a iniciativa de auxiliar o futebol feminino", completou a executiva.


Notícia Itaú patrocínio marketing campanha empoderamento futebol feminino estratégia ação ativação