O Google, através de sua plataforma Google Arts & Culture, que torna acervos de museus em todo o mundo disponíveis para acesso gratuito pelo site mantido pela empresa, lançou nesta segunda-feira (8), a mostra "Museu do Impedimento", em parceria com o Museu do Futebol, em São Paulo.

O tema escolhido para a amostra foi o período de proibição do futebol feminino no país, que ocorreu entre os anos de 1941 e 1979. O conteúdo reúne uma coleção de 205 fotografias, relatos e artigos de jornais que foram compartilhados pelos usuários na rede social durante todo o mês de junho de 2019.

Museu do Impedimento recebeu mais de 200 conteúdos sobre futebol feminino no Brasil - Foto: Reprodução

“Recebemos dezenas de fotos, relatos e manchetes de jornais de várias regiões do país e agora podemos mostrar ao público relatos incríveis de mulheres que influenciaram o futebol feminino como ele é hoje. A história desse período não está mais em branco”, afirma Maria Clara Fleury, gerente de marketing do Google Brasil.

A amostra faz parte da estratégia da empresa, através de parcerias, em tornar públicas as mais diversas histórias de empoderamento cultural de forma gratuita e com acesso de qualquer lugar do mundo, como afirma Luisella Mazza, diretora de operações do Google Arts & Culture.

“Com projetos como o Museu do Impedimento, o Google Arts & Culture continua trabalhando em conjunto com seus parceiros para tornar histórias de empoderamento cultural mais acessíveis a diversas comunidades no mundo. Desde 2011, nosso objetivo é tornar a cultura mais acessível a qualquer pessoa, em qualquer lugar - e preservá-la digitalmente para ajudar a inspirar as gerações futuras ”.

O lançamento do projeto no dia seguinte ao término da Copa do Mundo feminina é parte da proposta do Google de manter o debate sobre o esporte em evidência. O Mundial da França alcançou recordes de público nos estádios e audiência na TV em todo o mundo.


Notícia Marketing Google Futebol Feminino Copa do Mundo 2019