O acerto do Palmeiras com a Globo fará com que o Campeonato Brasileiro da Série A finalmente tenha, a partir da sua sexta rodada, todos os jogos transmitidos para o torcedor, em pelo menos uma plataforma. Por volta do meio-dia desta quinta-feira (23), o clube paulista divulgou que chegou a um acordo para ceder para o Grupo Globo, por seis anos, os direitos de transmissão em TV aberta e pay-per-view, encerrando quase dois anos de negociações.

LEIA MAIS: Palmeiras, enfim, assina com a Globo para o Brasileirão

O acerto fará com que, agora, as atenções da emissora se voltem para o sistema de assinatura de jogos, já que essa é a única fonte de receita variável do acordo com os clubes. Crescer a base de assinantes do Premiere tem sido uma das prioridades da emissora, que passou a colocar alguns jogos de maior apelo, como os clássicos estaduais, com exclusividade na plataforma nos últimos tempos.

Nas negociações com os clubes, a Globo tem mostrado a eles que a fonte de receita da TV só poderá crescer no sistema de assinatura. Isso tem ajudado os times a criarem campanhas de incentivo para o torcedor assinar o sistema, o que deve ficar ainda mais corriqueiro a partir do próximo ano, quando a divisão de receita entre os clubes será feita conforme o número de torcedores que cada um deles terá na plataforma, que passará por uma mudança no modo de aferir a base de assinantes.

Foto: Reprodução / Twitter (@Palmeiras)

Até este ano, a divisão da cota do PPV, que rende cerca de R$ 600 milhões aos times, é baseada em resultados de pesquisas por amostragem dentro do universo de assinantes em algumas cidades apenas. Isso sempre foi motivo para reclamação dos clubes, foi uma das reivindicações que retardou o "sim" do Palmeiras e é um dos entraves para que o Athletico seja o único ausente da plataforma. O clube paranaense considera injusta a atual divisão e não assinou com a Globo.

Isso tem feito, aliás, com que a emissora encontre uma solução para os jogos da equipe. O não ao PPV tem levado o Athletico a estar com frequência nas transmissões da TV aberta. A Globo, então, tem levado ao Globoesporte.com a exibição das partidas com a retransmissão do trabalho feito na televisão. Neste domingo (26), por exemplo, o duelo entre Flamengo e Athletico será exibido no on-line. 

LEIA MAIS: Análise: Clubes precisam assumir controle da mídia

Essa é uma forma de a própria emissora incentivar o consumo multitela do torcedor. Desde o ano passado, o Premiere já possui um modelo de assinatura exclusivo para o streaming. A tendência é que esse consumo seja ainda mais incentivado, até para frear o avanço de outras plataformas de streaming, como o DAZN.

Contando agora com 95% dos jogos na plataforma, o PPV se torna a prioridade para o aumento de receita. Pelo menos até 2024, quando se encerra o contrato.


Notícia Palmeiras Grupo Globo Athletico-PR mídia streaming pay-per-view estratégia marketing negócios mercado receita Brasileirão