A seleção de Camarões deixará a parceria com a Puma após 22 anos. Os "Leões" substituirão a fabricante alemã pela marca francesa Le Coq Sportif, que, assim, dá um passo importante na estratégia de voltar ao mundo do futebol. A seleção africana é a primeira a fechar com a empresa desde que o objetivo dos franceses de ganhar força mais uma vez no esporte mais praticado do planeta ficou claro no mercado.

Foto: Reprodução

A parceria entre seleção e marca não é novidade. Em 1982, quando Camarões disputou sua primeira competição internacional de futebol, era justamente a Le Coq Sportif que fabricava os uniformes da equipe. De lá para cá, 37 anos se passaram, e o país se tornou um dos mais tradicionais do continente no esporte.

Com a chegada à seleção camaronesa, a marca francesa alcança um novo patamar em sua volta ao futebol. A fabricante já tem parcerias com equipes de países importantes, como Fiorentina (Itália), Saint-Étienne (França) e Gimnasia y Esgrima (Argentina). A empresa também já adentrou o mercado brasileiro, ao fechar com o Atlético Mineiro no último mês de fevereiro.

A estreia oficial da parceria entre Camarões e Le Coq Sportif será na Copa das Nações Africanas, que será disputada entre 21 de junho e 19 de julho, no Egito. Os "Leões" estão no Grupo F, ao lado de Benim, Gana e Guiné-Bissau.


Notícia Camarões Le Coq Sportif Puma estratégia mercado futebol marketing patrocínio Atlético Mineiro