Os anos passam e, mesmo assim, Michael Jordan ainda é o atleta que mais dinheiro ganha na NBA. Um levantamento feito pela revista americana Forbes no mês de agosto mostrou que o astro, aposentado das quadras desde 2003, ainda é quem mais dinheiro faz com basquete.

O "eterno" camisa 23 do Chicago Bulls lidera a lista divulgada pela revista graças à venda de seu icônico tênis Air Jordan, que ainda é o líder no mercado de basquete americano. O astro fatura US$ 145 milhões por ano, sendo US$ 130 milhões apenas com as vendas dos modelos de tênis.

Michael Jordan, com sua icônica camisa 23, em ação pelo Chicago Bulls (Foto: Reprodução)

"A Jordan está sendo ampliada e enxergada como uma marca de estilo de vida. Existe um potencial enorme. Pode ser muito maior que uma marca de US$ 3 bilhões", afirmou John Kernan, analista da multinacional americana Cowen & Co, em entrevista à Forbes. No último ano fiscal, a marca faturou US$ 3,14 bilhões. 

Kernan ainda citou como pontos fortes da Jordan a capacidade de criar novas linhas de cores, relançar produtos e saber gerenciar oferta e demanda de maneira equilibrada para manter os preços altos. No ano passado, a marca ainda adotou uma estratégia crucial para o crescimento: foi além do basquete e entrou de cabeça no futebol com o Paris Saint-Germain.

No mês passado, o jornal britânico The Telegraph revelou outro passo ao noticiar que a marca está prestes a lançar chuteiras. Para isso, deverá usar Raheem Sterling, astro do Manchester City e da seleção da Inglaterra.

No entanto, não dá para dissociar a marca do basquete e, dessa forma, investimentos no esporte da bola laranja precisam ser contínuos. Em julho, a empresa acertou patrocínio a Zion Williamson, draftado pelo New Orleans Pelicans, que fará sua estreia na temporada 2019/2020 e, para muitos, é o melhor jogador universitário a surgir desde LeBron James.

Voltando à lista da Forbes, para se ter uma ideia da diferença do faturamento de Michael Jordan em relação ao resto do mercado de basquete, o segundo colocado é justamente LeBron James, que ganha US$ 89 milhões, sendo US$ 32 milhões do acordo com a Nike para calçados. O Top 3 é fechado com Kevin Durant, recém-contratado pelo Brooklyn Nets, que fatura US$ 65,4 milhões, dos quais US$ 26 milhões vêm da Nike.


Notícia Michael Jordan Air Jordan basquete NBA marca mercado marketing patrocínio gestão Nike PSG Raheem Sterling Zion Williamson