O Barcelona decidiu se distanciar de Ronaldinho Gaúcho após o jogador declarar apoio a Jair Bolsonaro, candidato à presidência da República pelo PSL, que disputará o segundo turno das eleições com Fernando Haddad, do PT, daqui 11 dias .

A tendência é que o clube catalão não use mais o ex-atleta como seu embaixador. Oficialmente, o Barça diz que "vai monitorar" os desdobramentos políticos no Brasil para decidir se manterá Ronaldinho como embaixador.

Foto: Reprodução / Twitter (@10Ronaldinho)

Em nota, o time disse respeitar a opinião do atleta, mas afirmou que "os valores de Bolsonaro não correspondem aos valores do clube". O posicionamento radical de direita de Bolsonaro tem gerado severas críticas nos países europeus.

De acordo com o diário “Sport”, da Catalunha, o mesmo pode acontecer com Rivaldo, que tem participado menos do que Ronaldinho dos eventos do clube, mas que também é um dos nomes mais idolatrados pela torcida nos últimos anos.

Vale lembrar que, no primeiro turno das eleições, Ronaldinho pediu o apoio dos brasileiros ao candidato do PSL em sua conta no Twitter. O ex-atleta aparece em uma foto, de costas, com uma camisa amarela estampada com o número 17 e o texto: Por um Brasil melhor, desejo paz, segurança e alguém que nos devolva a alegria. Eu escolhi viver no Brasil e quero um Brasil melhor para todos!!!”.


Notícia Ronaldinho Gaúcho Barcelona Rivaldo embaixador eleições presidenciais Jair Bolsonaro bastidores