Após cinco anos, o Brasil volta a receber uma competição internacional exclusiva de futebol. Se, há cinco anos, o debate sobre o "legado" da Copa do Mundo era extenso e recorrente, agora pouco falamos sobre o que a Copa América pode deixar como resultado para o nosso mercado.  

A julgar pelo que está sendo feito até agora pelas marcas patrocinadoras da competição, é possível dizer que o legado da Copa América é quem trabalha com o esporte começar de fato a cuidar bem daquele que faz a máquina começar a girar: o torcedor. 

Enquanto o Mundial de 2014 nos ensinou a repensar o produto, com estádios mais modernos e um novo jeito de olhar o futebol, agora a conversa é outra. Sem pausa no calendário, a Copa América começa com tudo nesta sexta-feira (14), no mesmo dia em que a bola já rola para Brasil x Bolívia. É um crime contra a própria competição. Isso joga contra para a torcida, a mídia, o torneio e logicamente os patrocinadores. 

Não houve tempo para falar de Copa América. Na quinta-feira (13), véspera da abertura, o noticiário ficou em cima da rodada do Brasileirão. Sem o foco da mídia, faltou o torcedor ser impactado pelo torneio. E, assim, a Copa América surge meio que sem querer em nossa timeline de cada dia.

GOL e Mastercard foram as duas marcas que tentaram criar um pouco de barulho em torno da competição nessas duas semanas que antecederam o dia 14 de junho. Mas, com a bola rolando no futebol nacional, a poluição sonora de outros eventos tirou o protagonismo dessas ações.

LEIA MAIS: Copa América 2019 vira teste para nova Conmebol

A Copa América é um barato. Infelizmente, perdemos a chance de nos prepararmos para o evento da forma mais adequada. E isso acontece porque o futebol no Brasil parece teimar em não colocar o foco de sua atenção para o torcedor. Parece que, ao começar a trabalhar com isso, rapidamente esquecemos quão gostoso é torcer, ficar na expectativa para acompanhar uma partida, uma competição, um atleta.

Teremos em campo Messi, Suárez, Cavani, James Rodríguez, Gabriel Jesus... Os protagonistas do futebol mundial vão desfilar por aqui nos próximos 20 dias. Isso é ótimo para o torcedor, que só agora vai perceber como terá uma festa sul-americana rolando pelos nossos gramados. Será hora de correr atrás de ingressos e guias de televisão.

É a pessoa que vai ao estádio ou liga a TV para acompanhar os jogos quem faz o esporte ser um grande negócio. O legado que a Copa América pode nos trazer é ver que nossos dirigentes ainda têm ficado distantes da torcida. Vai ter Copa!!! E é hoje!!!


Notícia Copa América calendário torcedor mercado marketing negócio produto patrocínio ações ativações