O América-MG anunciou nesta quinta-feira (20) o encerramento do contrato com a Lupo e terá uma marca própria como fornecedora de material esportivo a partir de 2019. Batizada de Sparta, a marca tem as cores do clube e surge "com uma identidade sólida para representar o espírito do torcedor".

Concebida em uma parceria do América com a Gadel Consultoria, do grupo Gadel, e o designer Adriano Ávila, fundador do Futbox.com, a Sparta é inspirada no exército espartano. De acordo com o clube, a marca "carrega as características guerreira e corajosa que correm nas veias de todo torcedor americano". A produção dos uniformes será feita pela empresa Bomache.

Foto: Divulgação

"O trabalho de desenvolvimento do conceito e design, realizado junto à Gadel e ao Futbox, foi intenso e ao mesmo tempo prazeroso. Ficamos muito satisfeitos com o resultado e acreditamos que a Sparta vai cumprir com excelência o seu maior papel, que é trazer para o nosso uniforme a identidade do torcedor americano. Apostamos na identificação muito forte do americano com a marca, que terá vida própria sem descolar do América, por trazer alguns elementos que remetem ao clube", explicou Erley Lemos, diretor de marketing e negócios do América.

O lançamento da marca já está sendo diferente. O clube decidiu adotar uma estratégia digital, com vídeos nas principais redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e YouTube). Além disso, haverá uma pré-venda às escuras do novo uniforme. Serão 300 unidades vendidas dessa forma, em referência ao histórico exército espartano de 300 soldados retratado no filme "300".

A comercialização começará neste sábado (22) apenas para sócios-torcedores (Onda Verde). Na segunda-feira (24), será aberta para os demais torcedores. No início, haverá apenas a versão "Game", a mesma utilizada pelos atletas, a R$ 219,90. Na pré-venda, os compradores terão 10% de desconto. Se entre os 300 algum for sócio-torcedor, este terá um desconto um pouco maior, de 15%.

Os novos uniformes serão apresentados à torcida em janeiro, antes da estreia do clube no Campeonato Mineiro, quando haverá uma experiência interativa com os 300 compradores da pré-venda. Em abril, antes do início da Série B do Campeonato Brasileiro, o clube lançará a versão "Fan", com preço mais acessível.

"A escolha pela marca própria nos oferece uma série de benefícios. Teremos total liberdade na definição de preços, distribuição e condições de mercado para comercialização dos uniformes, além da possibilidade de ampliar o enxoval de produtos para o torcedor. A questão financeira também é um fator importante, pois deixamos de ter um intermediário na produção e venda dos produtos do clube", resumiu Erley Lemos.

Com a decisão, o América-MG segue uma tendência que vem ganhando força a cada dia no futebol brasileiro. Após o Paysandu, pioneiro no final de 2015, clubes tradicionais como Bahia, Coritiba, CSA, Fortaleza, Joinville, Juventude, Sampaio Corrêa e Santa Cruz, entre outros, decidiram abrir mão de um fornecedor intermediário para adotar este novo modelo de negócio que, pelo jeito, veio para ficar.

Assista abaixo ao vídeo de lançamento do novo uniforme:


Notícia América-MG Sparta marca própria uniforme marketing mercado estratégia modelo de negócio