A Juventus visitou a Roma neste domingo (12), em jogo válido pela 36ª rodada da Serie A italiana, e perdeu por 2 x 0. O resultado, no entanto, apesar de ser importante para o time da casa, que briga por uma vaga na próxima Liga dos Campeões, não mudou em nada a vida da equipe de Turim, já campeã há algumas rodadas. Pelo lado da Vecchia Signora, foi outra coisa que chamou atenção.

O clube estreou na partida o novo uniforme titular que será usado na próxima temporada. Confeccionado pela Adidas, o manto da Juve criou uma certa polêmica e divisão entre os torcedores. O motivo: pela primeira vez, a camisa não terá as tradicionais listras verticais em branco e preto.

Para 2019/2020, houve uma mudança radical no design. O branco aparece do lado direito da camisa e também na manga esquerda, enquanto o preto ocupa o lado esquerdo da camisa e também a manga direita. No meio, separando a ideia de "meio a meio", foi colocada uma faixa vertical em cor-de-rosa.

Foto: Reprodução / Twitter (@juventusfc)

Com a camisa, a Adidas criou polêmica entre os torcedores mais tradicionalistas do clube italiano, que se mostraram radicalmente contrários à retirada das listras verticais. Amantes do futebol por todo o mundo também criticaram a mudança. Há, no entanto, aqueles que exaltaram a ideia e consideram a nova camisa moderna, dizendo que o marketing é cada vez mais importante para um clube de futebol.

O jornal esportivo italiano "Tuttosport" publicou uma reportagem sobre os principais motivos que fizeram a Juve optar pela mudança, em parceria com a Adidas. A ideia é considerada um passo natural após a aposta do clube em reforçar o marketing, com a criação de uma arena moderna (Allianz Stadium), a modificação do escudo e a contratação do grande astro Cristiano Ronaldo.

O atual presidente da Vecchia Signora, Andrea Agnelli, enxerga nessa mudança de postura e nesse enfoque no marketing e na modernidade a possibilidade de um retorno financeiro mais acentuado e um consequente aumento de títulos, em especial os internacionais.

De acordo com o Tuttosport, a ausência das listras tem três motivos principais. O primeiro é um estudo de marketing que mostrou que a camisa listrada não é a opção que mais agrada ao mercado global, em especial aos Estados Unidos. Isso porque as listras possuem um ar de tradicionalismo que vai contra a imagem que o clube tenta vender para o mundo.

O segundo motivo tem total ligação com o mercado americano. No país, camisa com listras pretas e brancas é vestimenta de arbitragem em esportes como basquete e futebol americano. Pesquisas feitas pela Juventus mostraram que as vendas não decolam por este motivo por lá.

Por fim, o jornal ainda afirmou que o clube e a Adidas quiseram criar uma camisa completamente diferente as tradições para marcar a "Era CR7". A ideia é usar o jogador, considerado o maior exemplo de marketing em toda a história do futebol, para ter um modelo que fique marcado na memória dos torcedores no futuro, como a camisa usada por Cristiano Ronaldo na Juventus.


Notícia Juventus Adidas Cristiano Ronaldo CR7 patrocínio marketing camisa mercado tradição modernidade estratégia marca gestão polêmica