“Asics fecha com o Pinheiros e ratifica intenção de ampliar a sua presença no mercado brasileiro, focando em seu centro de desenvolvimento no Japão.”

Yoshihiro Okada
Foto Yoshihiro Okada A carreira de Yoshihiro Okada possui ligação muito próxima com a Asics. O administrador começou na empresa em 1977 e atuou durante muitos anos na matriz, no Japão, sempre com foco no desenvolvimento de produtos. O ano em que Okada começou a trabalhar na empresa serve como demonstração da ligação histórica entre ele e a marca. Em 1977, Kihachiro Onitsuka usou o acrônimo do ditado em latim ?Anima Sana in Corpore Sano?, que em português quer dizer ?Mente sã em corpo são?, para dar nome à empresa de calçados esportivos que havia iniciado em 1949. Depois de anos no mercado japonês, Okada mudou-se para o Brasil. Acompanhou o período entre 1999 e 2002, quando a marca ficou fora do mercado nacional, e se tornou diretor-presidente da empresa no país em janeiro de 2007. Mais uma vez, o ano tem grande ligação com a história da marca. A ascensão de Okada à presidência da Asics no Brasil coincidiu com o início da operação própria da empresa no país, em busca de incomodar a Mizuno, atual líder no segmento de marcas esportivas para corridas de rua.

Número do dia

30 milhões

de dólares deve investir o governo argentino para capacitar o autódromo de Buenos Aires para poder receber uma prova da Fórmula 1.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Sem Rio Open, Asics recorre a emboscada no evento
2Novo contrato entre Ferrari e Philip Morris quer “um mundo livre do fumo”
3Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
4Patrocinadores diversificam ativações no Rio Open
5Adidas põe 3 listras em 6 das 10 camisas mais vendidas do futebol
6Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
7Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
8Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
9Argentina negocia para voltar a receber Fórmula 1 em 2019
10Barcelona acredita em 1 bilhão de euros em receitas antes de 2021