“Trevor Edwards, VP global de marca da Nike, fala sobre os desafios da líder do mercado de futebol e da importância do Brasil para a empresa”

Trevor Edwards
Foto Trevor Edwards Nascido em Londres (Inglaterra), em 28 de novembro de 1962, Trevor Edwards é vice-presidente global de marca da Nike. Formado em administração de empresas pela Baruch College, de Nova York, Edwards possui MBA em marketing e finanças. Em 1984, aos 18 anos, começou a trabalhar no banco Goldman Sachs. Dois anos depois, assumiu a área de marketing da Colgate-Palmolive. A carreira de Edwards na Nike teve início em 1992, como gerente regional de marketing. Além disso, o executivo sempre atuou no departamento de marketing, cuidando de regiões como as Américas, Europa, África e Estados Unidos. Hoje, ele é responsável pela gestão da marca da companhia americana no basquete, futebol, corrida, golfe, sportswear e os produtos com a grife de Michael Jordan, além de cuidar de toda a estratégia de posicionamento da Nike em campanhas publicitárias, marketing esportivo, relações públicas e design. Seu principal trabalho dentro da Nike foi realizado recentemente, ao liderar a equipe de criação do projeto Nike+, voltado para corredores de rua. Os produtos do segmento tentam criar uma grande comunidade virtual de corredores, reunidos no site global da marca.

Número do dia

1,79 bilhões

de reais é a dívida do Corinthians para arcar com a arena; após meses de negociação, time voltou a pagar parcelas do estádio.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Análise: Corinthians e São Paulo deverão sofrer com aportes em 2018
2Diretor diz que Under Armour deixa São Paulo
3McDonald’s acerta com Neymar para ativar Copa do Mundo
4Grêmio terá turbante personalizado no Mundial de Clubes
5Paysandu lança coleção de uniformes em homenagem a seleções campeãs
6Cia do Terno não renova, e Corinthians busca patrocinador máster para 2018
7Cabify usa esporte de novo e acirra disputa de apps
8 Análise: Clubes fazem conta errada na hora de escolher material esportivo
9Análise: Clubes precisam deixar de vender mídia e gerar negócios
10Após alardear "revolução", Sportflix sai do ar