“Todo atleta começa de forma recreacional e um dia se interessa pela parte competitiva”

Stefano Arnhold
Foto Stefano Arnhold Formado em administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Stefano Arnhold é presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN). Sob sua gestão, reuniu 330 atletas registrados pela entidade, representada por 50 deles em competições internacionais de alto rendimento da Federação Internacional de Esqui (FIS). A atuação de Arnhold gerou bons resultados políticos, uma vez que, em 2003, a maior representatividade obtida do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) transformou a então Associação Brasileira de Esqui e Snowboard em CBDN, com a ampliação para outros esportes de neve. Desde então, foram inscritos esqui nórdico, biathlon e freestyle. Como esquiador, o presidente foi 11 vezes campeão e quatro vice-campeão do Campeonato Brasileiro. Também foi o primeiro atleta masters brasileiro a conseguir pontuação abaixo de 100 no FIS. Em 2005, conquistou a Copa Continental Sul-Americana Masters de esqui alpino pela categoria A-5.

Número do dia

40 mil

reais foi a multa recebida pelo Flamengo pelas confusões de torcedores no jogo contra o Cruzeiro, pela Copa do Brasil.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Dallas Cowboys, da NFL, é a equipe esportiva mais valiosa do mundo
2Guaraná Antárctica assina com Gabriel Jesus por 4 anos
3Nike lança novas camisas da NBA e inova com aplicativo conectado
4Análise: Estádio novo com cabeça velha não dará resultado
5Lindt faz ativação e promove encontro com Roger Federer na Suíça
6Aston Martin deve fechar patrocínio de nome da Red Bull na F1
7Atlético-MG dispensa shopping e aprova construção de estádio
8Aplicativo de inteligência artificial cria campanha de superação no esporte
9Análise: Após Rio 2016, esporte precisa se tornar sustentável
10ATP fecha patrocínio platinum com JP Morgan para ATP Finals