“Todo atleta começa de forma recreacional e um dia se interessa pela parte competitiva”

Stefano Arnhold
Foto Stefano Arnhold Formado em administração pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Stefano Arnhold é presidente da Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN). Sob sua gestão, reuniu 330 atletas registrados pela entidade, representada por 50 deles em competições internacionais de alto rendimento da Federação Internacional de Esqui (FIS). A atuação de Arnhold gerou bons resultados políticos, uma vez que, em 2003, a maior representatividade obtida do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) transformou a então Associação Brasileira de Esqui e Snowboard em CBDN, com a ampliação para outros esportes de neve. Desde então, foram inscritos esqui nórdico, biathlon e freestyle. Como esquiador, o presidente foi 11 vezes campeão e quatro vice-campeão do Campeonato Brasileiro. Também foi o primeiro atleta masters brasileiro a conseguir pontuação abaixo de 100 no FIS. Em 2005, conquistou a Copa Continental Sul-Americana Masters de esqui alpino pela categoria A-5.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Asics apresenta no Rio novos uniformes da seleção de vôlei
2Robinho encerra imbróglio com Nike e fecha contrato com Adidas
3Sem Libertadores, Flamengo bate recorde na Copa do Brasil
4Análise: Estádio novo já é diferencial no mercado brasileiro
5Adidas lança bola de ‘despedida’ da Bundesliga
6Grupo Globo tem novo diretor para negociações no esporte
7Por entrega, piloto da Stock Car vira empreendedor
8Globo celebra números recordes do Cartola FC
9Após 19 anos de Olympikus, Asics é nova parceira de vôlei brasileiro
10NBB amplia patrocínio com conteúdo no Facebook