“Presidente da Lei de Incentivo ao Esporte avalia início da legislação e perspectiva de cenário para a próxima década”

Ricardo Cappelli
Foto Ricardo Cappelli Ricardo Cappelli é o presidente da Lei de Incentivo ao Esporte, principal iniciativa do governo federal para o fomento da prática de atividades físicas no país. Regulamentada em 3 de agosto de 2007, a legislação oferece às empresas que declaram imposto de renda pelo lucro real a possibilidade de investir até 1% do valor em projetos aprovados pelo Ministério do Esporte. Entre 2007 e 2008, houve 676 projetos aceitos (416 no primeiro ano, 260 no segundo), com mais de R$ 150 milhões captados ? desse total, apenas 30% efetivamente viraram investimento de empresas. A história de Cappelli no esporte, contudo, não se limita à presidência da legislação. O advogado também exerceu uma série de cargos no Ministério do Esporte antes de chegar ao cargo atual. Além disso, Cappelli tem carreira na política. Militante do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), foi presidente da União Nacional dos Estudantes entre 1997 e 1999 e concorreu ao cargo de vereador no Rio de Janeiro em 2008.

Número do dia

30 milhões

de dólares deve investir o governo argentino para capacitar o autódromo de Buenos Aires para poder receber uma prova da Fórmula 1.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Sem Rio Open, Asics recorre a emboscada no evento
2Novo contrato entre Ferrari e Philip Morris quer “um mundo livre do fumo”
3Bayern de Munique substitui parceria com Lufthansa por Qatar Airways
4Patrocinadores diversificam ativações no Rio Open
5Adidas põe 3 listras em 6 das 10 camisas mais vendidas do futebol
6Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
7Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
8Por reputação mundial, Petrobras retorna à F1 com a McLaren
9Argentina negocia para voltar a receber Fórmula 1 em 2019
10Barcelona acredita em 1 bilhão de euros em receitas antes de 2021