“Guru do marketing esportivo dá a receita para Brasil usar Pan-Americano como trampolim para receber Jogos Olímpicos”

Michael Payne
Foto Michael Payne O inglês Michael Payne, nascido em 1958, começou sua ligação com o movimento olímpico nos anos 70, quando competia como esquiador. Como ele mesmo diz, foi nessa época que o marketing no esporte começou a brotar em suas veias. "Como atleta, comecei a montar planos para captação de patrocínio, conversar com empresas e buscar dinheiro. Como atleta, sempre fui uma lástima, mas consegui aprender a trabalhar com marketing", brinca o ex-esquiador. Em 1983, Payne entrou no Comitê Olímpico Internacional (COI) como diretor do Projeto Olímpico pela agência de marketing esportivo ISL, então parceira do COI. Ele foi o responsável pelo projeto de marketing que culminou na criação do Programa TOP de patrocínio e ajudou na revolução comercial dos Jogos Olímpicos. Cinco anos depois, em 1988, Payne foi contratado para ser o primeiro diretor de marketing do COI, estabelecendo um departamento na entidade. No comitê, Payne ficou até 2002 como o responsável pelos grandes acordos publicitários da entidade. Atualmente, Payne é o consultor de marketing da Formula One Management (FOM) , empresa de Bernie Ecclestone, o chefão da Fórmula 1. Leia a entrevista completa com Michael Payne: Momento único

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Fluminense acerta parceria com patrocinador da Fifa
2Palmeiras e Adidas lançam novo uniforme em Dia do Goleiro
3Palmeiras iguala melhor audiência na Libertadores 2017
4Por entrega a parceiros, Globo reforça Cartola
5Adidas perde para marca dinamarquesa a bola da Bundesliga
6'El Clásico' dá liderança isolada ao Fox Sports
7Peugeot apresenta carro com a marca de Roland Garros
8361º aposta em atleta e produto para crescer no Brasil
9Nuzman fica em último lugar em eleição da Odepa
10Análise: Desafio de Nuzman é no Brasil