“Marca originária do futebol, Adidas volta a sua estratégia de marketing para a NBA e mira atletas brasileiros no exterior”

Megan Compain
Foto Megan Compain Nascida na Nova Zelândia em 18 de setembro de 1975, na cidade de Wanganui, Megan Compain construiu sua carreira como jogadora de basquete. Aos 16 anos, Megan deixou seu país e se mudou para os Estados Unidos, com o objetivo de se tornar atleta. Aos 16, ela atuou durante dois anos em equipes da High School americana. Depois, graduada, seguiu para a Universidade, onde defendeu por mais quatro anos a equipe de sua faculdade. Em 1997, tornou-se a primeira atleta da Nova Zelândia a jogar na WNBA, a liga feminina de basquete dos EUA. Em 98, jogou na Alemanha e, no ano seguinte, se aventurou na Finlândia. Em 2000, teve a primeira experiência olímpica, disputando e terminando em oitavo lugar nos Jogos de Sydney. Aos 25 anos, a atleta deixou as quadras e passou a se dedicar ao marketing esportivo na And 1 Basketball Marketing Co, empresa americana que faz trabalhos ligados à NBA. Em 2003, após três anos na empresa, ela voltou a jogar basquete profissionalmente, desta vez no País de Gales. A intenção de Megan com isso foi readquirir a forma para disputar os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Com a experiência adquirida na And 1, após terminar em 11° lugar na competição olímpica, Megan se transferiu para a Adidas, para se tornar gerente global de marketing para esportes de quadra, principalmente o basquete. "O fato de eu ter sido jogadora de basquete sem dúvida que me ajudou. Sempre quis trabalhar na Adidas. Depois de ter passado na And 1 comecei a conhecer as pessoas e com isso uma coisa levou a outra e consegui chegar lá", relembra a executiva.

Número do dia

10 milhões

de reais espera faturar o São Paulo com o aluguel do estádio do Morumbi para shows musicais no segundo semestre deste ano.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Adidas supera Jordan e persegue Nike em vendas de tênis nos EUA
2Neymar vende 4 mil camisas por dia desde que chegou ao PSG
3Relatório: Quase metade das franquias da NBA perde dinheiro
4COB apresenta Peak, que premiará atletas com medalhas
5Marcas esportivas apostam em celebridades no Brasil
6Nike lança novas camisas da NBA e inova com aplicativo conectado
7Guaraná Antárctica assina com Gabriel Jesus por 4 anos
8Vitória do Corinthians rende 2ª melhor audiência à Globo na temporada
9TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década
10Flamengo e Fluminense se unem por estádios próprios