“Marca originária do futebol, Adidas volta a sua estratégia de marketing para a NBA e mira atletas brasileiros no exterior”

Megan Compain
Foto Megan Compain Nascida na Nova Zelândia em 18 de setembro de 1975, na cidade de Wanganui, Megan Compain construiu sua carreira como jogadora de basquete. Aos 16 anos, Megan deixou seu país e se mudou para os Estados Unidos, com o objetivo de se tornar atleta. Aos 16, ela atuou durante dois anos em equipes da High School americana. Depois, graduada, seguiu para a Universidade, onde defendeu por mais quatro anos a equipe de sua faculdade. Em 1997, tornou-se a primeira atleta da Nova Zelândia a jogar na WNBA, a liga feminina de basquete dos EUA. Em 98, jogou na Alemanha e, no ano seguinte, se aventurou na Finlândia. Em 2000, teve a primeira experiência olímpica, disputando e terminando em oitavo lugar nos Jogos de Sydney. Aos 25 anos, a atleta deixou as quadras e passou a se dedicar ao marketing esportivo na And 1 Basketball Marketing Co, empresa americana que faz trabalhos ligados à NBA. Em 2003, após três anos na empresa, ela voltou a jogar basquete profissionalmente, desta vez no País de Gales. A intenção de Megan com isso foi readquirir a forma para disputar os Jogos Olímpicos de Atenas, em 2004. Com a experiência adquirida na And 1, após terminar em 11° lugar na competição olímpica, Megan se transferiu para a Adidas, para se tornar gerente global de marketing para esportes de quadra, principalmente o basquete. "O fato de eu ter sido jogadora de basquete sem dúvida que me ajudou. Sempre quis trabalhar na Adidas. Depois de ter passado na And 1 comecei a conhecer as pessoas e com isso uma coisa levou a outra e consegui chegar lá", relembra a executiva.

Número do dia

900 milhões

de euros deve faturar o Barcelona neste ano, um incremento de 40% em relação à temporada passada; meta é de chegar a 1 bilhão em 2021.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Copa do Nordeste é primeiro torneio do continente a ter produtos licenciados
2Osasuna fecha com Hummel e é mais um a substituir Adidas
3Patrocínio da Petrobras é destaque em lançamento de novo carro da McLaren
4Centauro patrocina amistoso do Barcelona em Pernambuco
5Entre abertas e pagas, Brasil Open fecha com quatro emissoras
6Band abre mão de Copa, que só terá Globo na TV aberta
7Jogos de Inverno terão maior transmissão da história no Brasil
8Desodorante Axe, da Unilever, fecha com rivais Boca Juniors e River Plate
9Empresa de bebidas energéticas pode comprar Force India, da F1
10Alfa Romeo Sauber acerta patrocínio da Claro na F1