“CEO da Blaüsiegel fala sobre os planos da empresa para o vôlei, abre as portas para o futebol e diz que era digital aumenta importância da mídia espontânea”

Marcelo Hahn
Foto Marcelo Hahn Apaixonado por esportes - principalmente automobilismo - desde a infância, o paulistano Marcelo Hahn sempre quis aliar seu passatempo à vida profissional. A oportunidade apareceu quando sua empresa, a Blaüsiegel, passou a marca de US$ 100 milhões de faturamento anual. A empreitada começou em 1987, quando o jovem empreendedor investiu US$ 20 mil para abrir uma importadora de preservativos. Anos depois, a marca Preserv se tornou referência no mercado e, ao lado de outros produtos da empresa, passou a ser importada para mais de 20 países. Nascido em São Paulo, Hahn, de 40 anos, é formado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é CEO da Blaüsiegel. Depois da carreira bem sucedida no mundo corporativo, o executivo decidiu ousar e se tornou, num primeiro momento, piloto da Ferrari no Troféu Maserati. Atualmente, Hahn corre pela Blaüsiegel Racing Team na categoria GT3.

Número do dia

206 milhões

De reais é a renda bruta de bilheteria da Arena Corinthians desde a sua inauguração, antes da Copa de 2014.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Com Corinthians, Spotify esquenta briga entre aplicativos
2Dez empresas disputarão licitação para gerir comercializações da Conmebol
3Vereador apresenta projeto de lei para São Paulo não perder CT em 2022
4Patrocinadora, Evonik compra parte de Borussia Dortmund por R$ 80 milhões
5Mesmo com estatuto, São Paulo tem novo escândalo
6Neymar coloca Ligue 1 no topo da audiência da TV fechada
7 CBF confirma criação da Série D
8Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
9Com investidores, Michael Jordan e Derek Jeter compram Miami Marlins
10TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década