“CEO da Blaüsiegel fala sobre os planos da empresa para o vôlei, abre as portas para o futebol e diz que era digital aumenta importância da mídia espontânea”

Marcelo Hahn
Foto Marcelo Hahn Apaixonado por esportes - principalmente automobilismo - desde a infância, o paulistano Marcelo Hahn sempre quis aliar seu passatempo à vida profissional. A oportunidade apareceu quando sua empresa, a Blaüsiegel, passou a marca de US$ 100 milhões de faturamento anual. A empreitada começou em 1987, quando o jovem empreendedor investiu US$ 20 mil para abrir uma importadora de preservativos. Anos depois, a marca Preserv se tornou referência no mercado e, ao lado de outros produtos da empresa, passou a ser importada para mais de 20 países. Nascido em São Paulo, Hahn, de 40 anos, é formado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é CEO da Blaüsiegel. Depois da carreira bem sucedida no mundo corporativo, o executivo decidiu ousar e se tornou, num primeiro momento, piloto da Ferrari no Troféu Maserati. Atualmente, Hahn corre pela Blaüsiegel Racing Team na categoria GT3.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Conar suspende campanha de sócios do Flamengo
2Em parceria com Guarulhos, Corinthians anuncia time masculino de vôlei
3Com Djokovic, Lacoste volta a ter presença no tênis
4Athletic Bilbao troca Nike por New Balance
5Dono do Olympiacos compra Nottingham Forest
6Análise: Qual o limite para o marketing no esporte?
7COB acerta contrato com fornecedora de equipamentos de treino
8Clubes apostam em planos populares para atrair sócios
9Superliga Chinesa renova contrato de title sponsor
10Inter estreia em casa com campanhas do clube e da Nike