“CEO da Blaüsiegel fala sobre os planos da empresa para o vôlei, abre as portas para o futebol e diz que era digital aumenta importância da mídia espontânea”

Marcelo Hahn
Foto Marcelo Hahn Apaixonado por esportes - principalmente automobilismo - desde a infância, o paulistano Marcelo Hahn sempre quis aliar seu passatempo à vida profissional. A oportunidade apareceu quando sua empresa, a Blaüsiegel, passou a marca de US$ 100 milhões de faturamento anual. A empreitada começou em 1987, quando o jovem empreendedor investiu US$ 20 mil para abrir uma importadora de preservativos. Anos depois, a marca Preserv se tornou referência no mercado e, ao lado de outros produtos da empresa, passou a ser importada para mais de 20 países. Nascido em São Paulo, Hahn, de 40 anos, é formado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é CEO da Blaüsiegel. Depois da carreira bem sucedida no mundo corporativo, o executivo decidiu ousar e se tornou, num primeiro momento, piloto da Ferrari no Troféu Maserati. Atualmente, Hahn corre pela Blaüsiegel Racing Team na categoria GT3.

Número do dia

330 milhões

de reais é o quanto a Globo deve distribuir em prêmios aos times com os quais ela tem contrato no Brasileirão a partir de 2019.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Grêmio sobe audiência da Globo com Mundial
2Corinthians amplia contrato com a Nike até 2029
3Corinthians fecha com Kalunga para Beach Soccer
4Análise: Grêmio mostra erros de gestão que precisam ser corrigidos
5Após fracasso da Itália, Puma sofre novo golpe na Liga dos Campeões
6Roger Federer renova com Lindt por mais de 20 milhões de dólares
7Insatisfeito com a Adidas, Betis rescindirá contrato e tem Kappa na mira
8Neymar fecha com marca de café Pilão para 2018
9Arena de Pernambuco será palco do primeiro jogo do Barcelona no Brasil
10Palmeiras e Flamengo se destacam em estudo sobre finanças de times