“CEO da Blaüsiegel fala sobre os planos da empresa para o vôlei, abre as portas para o futebol e diz que era digital aumenta importância da mídia espontânea”

Marcelo Hahn
Foto Marcelo Hahn Apaixonado por esportes - principalmente automobilismo - desde a infância, o paulistano Marcelo Hahn sempre quis aliar seu passatempo à vida profissional. A oportunidade apareceu quando sua empresa, a Blaüsiegel, passou a marca de US$ 100 milhões de faturamento anual. A empreitada começou em 1987, quando o jovem empreendedor investiu US$ 20 mil para abrir uma importadora de preservativos. Anos depois, a marca Preserv se tornou referência no mercado e, ao lado de outros produtos da empresa, passou a ser importada para mais de 20 países. Nascido em São Paulo, Hahn, de 40 anos, é formado em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP) e é CEO da Blaüsiegel. Depois da carreira bem sucedida no mundo corporativo, o executivo decidiu ousar e se tornou, num primeiro momento, piloto da Ferrari no Troféu Maserati. Atualmente, Hahn corre pela Blaüsiegel Racing Team na categoria GT3.

Número do dia

R$ 1,3 mi

Foi a renda do São Paulo na partida contra o Corinthians; com 51 mil pessoas no Morumbi, time teve seu melhor público no ano.

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Globo apresenta nova divisão de cotas a clubes
2CSM Brasil inaugura camarote de luxo no Allianz Parque
3Arena Corinthians aproveita seleção para promover camarotes
4Com patrocínio pontual à Ponte, Cabify faz ação de lançamento em Campinas
5Fundo dos EUA entra em venda do Milan a chineses
6Uber ativa parceria com Manchester United
7Análise: Seleção não pode amenizar momento da CBF
8Patrocinadora das Séries B e C, Elsys faz publicidade em jogo do Brasil
9São Paulo x Corinthians dá recorde de audiência à Globo no domingo
10Em São Paulo, seleção retoma prestígio com público brasileiro