“O trabalho que eu venho fazendo na Itabom, com planos e projetos, eu trouxe para o basquete”

Juliana Poli
Foto Juliana Poli Aos 25 anos, Juliana Poli possui graduação em jornalismo, pela Universidade do Sagrado Coração de Bauru, interior de São Paulo, e cursos de filmmaking e screenwriting realizados na New York Film Academy, em Los Angeles. Atualmente, cursa o MBA de gestão empresarial na Fundação Getúlio Vargas. Iniciou a carreira profissional como estagiária na Rede Record, em 2006, e foi contratada pela Itabom em 2007, como estagiária em recursos humanos. Desde então, foi assistente de marketing, assessora de imprensa e, hoje, ocupa o cargo de gerente de comunicação e diretora de marketing. Após a parceria entre Itabom e Bauru Basketball Team ser concretizada, foi nomeada diretora de comunicação e marketing da companhia. Em abril de 2010 foi convidada pelo diretor da Liga Nacional de Basquete, Sérgio Domenici, para integrar o conselho de marketing da Liga Nacional de Basquete (LNB), junto a representantes de Brasília, Minas Gerais e Joinville. Ainda irá realizar intercâmbio com representantes da NBA, principal liga de basquete norteamericana, a convite de Domenici, para adquirir experiência e buscar ações positivas que possam ser adaptadas à realidade brasileira.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Fluminense acerta parceria com patrocinador da Fifa
2Palmeiras e Adidas lançam novo uniforme em Dia do Goleiro
3Palmeiras iguala melhor audiência na Libertadores 2017
4Por entrega a parceiros, Globo reforça Cartola
5Adidas perde para marca dinamarquesa a bola da Bundesliga
6'El Clásico' dá liderança isolada ao Fox Sports
7Peugeot apresenta carro com a marca de Roland Garros
8361º aposta em atleta e produto para crescer no Brasil
9Nuzman fica em último lugar em eleição da Odepa
10Análise: Desafio de Nuzman é no Brasil