“Diretor do Grupo Dass diz que marcas devem trabalhar mais a mídia e afirma que atuação do grupo no Brasil tem reflexos no comportamento das marcas no exterior”

Francisco Machado
Foto Francisco Machado Formado em administração de empresas, com especialização em marketing, Francisco Machado começou sua carreira profissional longe do esporte. Durante quase duas décadas, passou pelo banco Noroeste, pela alimentícia Danone e pela têxtil Hering, na qual permaneceu durante dez anos. Sua entrada no mundo do futebol aconteceu em 1992, quando foi trabalhar na Umbro do Brasil. Passou pelos cargos de diretor de marketing e assessor da presidência até assumir o comando da marca no país. No topo, tornou-se um dos quatro nomes do marketing dos ingleses no mundo. Em 2000, a Umbro foi vendida para a empresa Clássico (que depois se transformaria em Dass), e Machado deixou o grupo. Voltaria a trabalhar no setor em 2006, quando acertou com o grupo Dass.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Adidas faz campanha online por uniforme do Flamengo
2Com mais TV, Palmeiras apresenta faturamento recorde
3Globo obtém recorde de audiência com classificação do Corinthians no Paulistão
4Análise: Velha mídia mantém importância no esporte
5Agência Go4it investe em empresa de esportes eletrônicos
6NBA fecha com Vivo para promover transmissão na internet
7TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década
8Atlético-PR e Coritiba decidem Paranaense pelas redes sociais
9CSM cuida de hospitalidade e cria copos personalizados em final da Superliga
10Globo apresenta nova divisão de cotas a clubes