“Sócio da Top Brands e professor de gestão de marcas afirma que esporte não pode ser plataforma única de comunicação de empresa”

Eduardo Muniz
Foto Eduardo Muniz Graduado em Engenharia pela E.E. Mauá/SP, tem MBA em Marketing com especialização em Comunicação pela ESPM. Professor em Gerência de Marcas no MBA em Branding da Anhembi-Morumbi e no curso de Especialização em Marketing Champion na ESPM. Atuou em empresas nacionais e multinacionais como Astra e Valeo, na coordenação de desenvolvimento de novos produtos e gerência de produtos e marcas. Antes de associar-se a Top Brands, atuou como consultor independente de marketing.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Por entrega a parceiros, Globo reforça Cartola
2Adidas perde para marca dinamarquesa a bola da Bundesliga
3Combate muda conteúdo para sair de nicho e crescer
4Peugeot apresenta carro com a marca de Roland Garros
5Adidas faz campanha online por uniforme do Flamengo
6Casa Palmeiras terá presença e ídolo e transmissão de jogo da Libertadores
7Análise: Marketing precisa coibir o marqueteiro
8Internacional põe sócios-torcedores para entregar camisa a reforço
9No meio do jogo, Neymar troca chuteira feita pela Nike exclusivamente para ele
10Com preços mais baixos, paulistas passam a dominar sócio-torcedor