“O Inter tem ganhado títulos sistematicamente, mas ainda não capturamos todo o valor disso”

Aod Cunha
Foto Aod Cunha Nascido em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, Aod Cunha é doutor em economia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul e pós-doutor em economia pela Universidade de Columbia, de Nova York. Desde 1991, é professor de economia da Pontíficia Universidade Católica (PUC-RS). Entre 1995 e 1998, atuou como assessor econômico especial do governo estadual de Antonio Britto, no Rio Grande do Sul. De 2003 a 2006, foi conselheiro titular do Conselho Regional de Economia e presidiu a Fundação de Economia e Estatística (FEE). Em 2007, assumiu o cargo de secretário estadual da Fazenda, no governo estadual de Yeda Crusius, também no Rio Grande do Sul. Com o posto, conseguiu implementar o projeto Déficit Zero. Posteriormente, presidiu o conselho de administração do Banco do Estado do Rio Grande do Sul (Banrisul), no qual conseguiu as maiores ofertas primária e secundária de ações de um banco público ou privado na América Latina até aquele momento. Em 2009, partiu para os Estados Unidos, onde lecionou e estudou. Foi pesquisador da Universidade de Columbia e, em 2010, consultor do Banco Mundial. Desde janeiro de 2011, ocupa o cargo de executivo-chefe, ou CEO, do Internacional. Torcedor do clube, foi convidado pelo presidente eleito Giovanni Luigi já no fim de 2010 para ocupar o posto, criado na gestão do novo mandatário. Para ingressar no clube gaúcho, recusou convite do governo de Dilma Rousseff para fazer parte do núcleo de gestão a ser criado pela presidenta, ao lado de Jorge Gerdau. O economista acompanhou a delegação do Internacional na viagem a Abu Dhabi, no fim de 2010, para a disputa do Mundial de clubes.

Número do dia

206 milhões

De reais é a renda bruta de bilheteria da Arena Corinthians desde a sua inauguração, antes da Copa de 2014.

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Com Corinthians, Spotify esquenta briga entre aplicativos
2Dez empresas disputarão licitação para gerir comercializações da Conmebol
3Vereador apresenta projeto de lei para São Paulo não perder CT em 2022
4Patrocinadora, Evonik compra parte de Borussia Dortmund por R$ 80 milhões
5Mesmo com estatuto, São Paulo tem novo escândalo
6Neymar coloca Ligue 1 no topo da audiência da TV fechada
7 CBF confirma criação da Série D
8Dono do Manchester City negocia compra time na Espanha
9Com investidores, Michael Jordan e Derek Jeter compram Miami Marlins
10TOP 10 – Os dez clubes de maior destaque na última década