“Responsável por uma base de alunos que chega a 120 mil crianças, o Sesi está reformulando sua educação física e vai investir R$ 5 milhões em projeto de alto rendimento”

Alexandre Meyer
Foto Alexandre Meyer Alexandre Meyer Pflug entrou no esporte como atleta, nadando no clube Pinheiros. Logo foi deslocado para o pólo aquático, onde desenvolveu sua carreira esportiva e chegou até a seleção. Já fora das piscinas, Meyer comandava as aulas de educação física do colégio dos filhos de Paulo Skaff, presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo. Certa vez, durante um bate-papo informal em uma reunião entre pais e alunos, o então professor de educação física comentou sobre a importância de um planejamento para o esporte no país. Empolgado, com a ideia, Skaff apostou no projeto de Meyer, que implantou uma equipe de pólo aquático no Sesi. O sucesso da ideia rendeu uma promoção ao professor, que agora comanda o departamento de esportes da entidade e está colocando em prática uma reformulação que consome cerca de R$ 10 milhões anuais.

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por


Banner

Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Por entrega a parceiros, Globo reforça Cartola
2Adidas perde para marca dinamarquesa a bola da Bundesliga
3Combate muda conteúdo para sair de nicho e crescer
4Peugeot apresenta carro com a marca de Roland Garros
5Adidas faz campanha online por uniforme do Flamengo
6Casa Palmeiras terá presença e ídolo e transmissão de jogo da Libertadores
7Análise: Marketing precisa coibir o marqueteiro
8Internacional põe sócios-torcedores para entregar camisa a reforço
9No meio do jogo, Neymar troca chuteira feita pela Nike exclusivamente para ele
10Com preços mais baixos, paulistas passam a dominar sócio-torcedor