Foto: Reprodução / Site (@williamsf1.com)

A Williams ainda precisa melhorar muito para voltar a ter chances diante de Mercedes, Ferrari e Red Bull. O primeiro passo da equipe britânica para chegar a esse objetivo um dia foi dado nesta terça-feira (13) com a assinatura de um acordo de parceria com a empresa de tecnologia especializada em armazenamento e proteção de dados em nuvem híbrida Acronis.

Pelo acordo, a Acronis será responsável por fornecer soluções inovadoras em proteção de dados para a escuderia. A parceria inclui backup, recuperação de desastres e armazenamento definido por software, além de sincronização e compartilhamento de arquivos.

A intenção da Williams é ter posse dos mais variados dados que são capturados em um fim de semana de corrida, mas sem comprometer a segurança exigida pela Fórmula 1. A escuderia terá acesso aos softwares Acronis Backup, Acronis Storage e Acronis Access Advanced.

“A inovação técnica está no centro de tudo o que fazemos na Williams, e com isso vem uma necessidade crucial de proteger nossos dados. Estamos muito satisfeitos em fazer parceria com a Acronis, cujos valores espelham os nossos para impulsionar tecnologia e inovação. A Acronis protegerá os dados da Williams e os serviços em nuvem com backup, recuperação de desastres e sincronização segura de arquivos, além de compartilhar soluções”, afirmou a vice-diretora da Williams, Claire Williams.

“A Acronis está na vanguarda da tecnologia de proteção de dados e continua a crescer. Velocidade, tecnologia, inovação e a atitude de nunca desistir estão no nosso DNA e isso é o que nos une à Williams”, comentou John Zanni, presidente da Acronis.

Na temporada passada, a escuderia britânica terminou em quinto lugar no Mundial de Construtores. Felipe Massa ficou na 11a posição, uma à frente de seu companheiro de equipe, o canadense Lance Stroll.

Em 2018, com a saída do brasileiro, Stroll fará parceria com o russo Sergey Sirotkin. O novo piloto, aliás, foi o principal trunfo da equipe para a assinatura do novo patrocínio, já que o CEO da Acronis, Serguei Beloussov, também é russo. A duração e os valores do acordo não foram divulgados. 


Notícia Williams F1 Fórmula 1 Acronis dados proteção armazenamento Sergey Sirotkin