A Federação Venezuelana de Futebol (FVF) deu mais um passo na briga com a cervejaria Polar. Nesta semana, a entidade apresentou o novo uniforme de treino da seleção nacional, que decidiu romper unilateralmente o vínculo com a antiga patrocinadora.

O lançamento do uniforme aconteceu menos de uma semana depois de a FVF ter emitido nota para oficializar o fim do acordo com a Polar. A empresa tinha contrato com a instituição até 2014.

O novo uniforme de treino da seleção venezuelana de futebol apresenta três marcas além da Adidas, fornecedora de material esportivo da equipe. A camisa tem logotipos de PDVSA, Movilnet e BBVA Provincial.

Anteriormente, a Polar era a principal anunciante do espaço. A cervejaria havia assinado contrato com a FVF em 2004, com validade até 2014.

O problema é que a seleção venezuelana teve rápida ascensão técnica nesse período. Com isso, a FVF julgou que o contrato passou a ser defasado e decidiu rompê-lo após tentativas frustradas de renegociação.

A Polar, por sua vez, disse que o valor baixo é uma espécie de prêmio por ter feito uma aposta de longo prazo quando a seleção venezuelana ainda não era tão forte. Até o momento, a empresa assegura não ter intenção de acionar judicialmente a FVF.


Notícia Futebol Internacional Marketing