Aos poucos, o esporte tem se encaixado no mercado de streaming, com transmissões ao vivo sob demanda.

O modelo, já consolidado graças a empresas como a Netflix, já vinha ganhando força com competições menores e com jogos pontuais. Nesta semana, houve uma maior demonstração de seu potencial graças a uma negociação com a Liga dos Campeões.

A DAZN, graças a um acordo com a Sky Alemanha, acertou a compra dos direitos de transmissão da Liga dos Campeões pelos próximos três anos. Pelo contrato assinado, a empresa poderá de exibir a competição por meio online para a Alemanha e para a Áustria. Para conseguir os direitos, a companhia investiu € 600 milhões, cerca de R$ 2,2 bilhões, em números estimados pela Bloomberg.

Criada em 2016, a DAZN pertence à Perform, empresa de conteúdo esportivo do Reino Unido. O objetivo era justamente se apropriar do streaming no esporte, com assinaturas a € 9 para os torcedores. A Liga dos Campeões entrará em um cardápio de direitos esportivos que já inclui as ligas inglesa, espanhola e italiana, além de NBA, NFL e torneios de tênis, rúgbi, entre outros.

Essa é a primeira vez que a Uefa vende o direito de transmissão a uma empresa que exibirá as partidas da Liga dos Campeões exclusivamente em meios digitais. O que não foi divulgado ainda são as plataformas em que a DAZN poderá fazer a transmissão, como site e aplicativos para celular e televisão. 


Notícia Uefa Liga dos Campeões