Estádio do Pacaembu, que sediou quatro jogos do São Paulo

No próximo sábado, o São Paulo se despede do estádio do Pacaembu e, pelo menos financeiramente, não deverá ficar com saudades. Pelo Campeonato Paulista, a tradicional arena da capital paulista foi um pesadelo para o time, que retornará ao Morumbi após uma reforma no gramado de sua casa.

Foram quatro jogos no Pacaembu, com uma média de público de 5,3 mil pessoas por partida. Contra o Mogi Mirim, com 3 mil pessoas, o São Paulo teve o seu pior público em dez anos. No fim, o São Paulo teve que pagar para jogar no atual Campeonato Paulista.

Sem considerar a próxima partida, do sábado, o São Paulo teve R$ 190 mil de prejuízo com os jogos no Pacaembu. Somente em aluguel de campo, o clube teve que pagar quase R$ 140 mil.

Contra o Rio Claro, mais de 7 mil pagantes estiveram presentes no estádio, e o São Paulo conseguiu seu melhor resultado. Ainda assim, foi pouco: apenas R$ 26,6 mil.

A exceção aconteceu na Copa Bridgestone Libertadores, o que indica que o principal problema é o desinteresse relacionado ao Campeonato Paulista. O São Paulo atuou duas vezes no Pacaembu pela competição sul-americana. Contra o César Valejo-PER foram mais de 32 mil pagantes e uma renda próxima a R$ 2 milhões. Contra o The Strongest-BOL, mais de 26 mil pessoas estiveram presentes, o que gerou mais de R$ 1,5 milhão.

Apesar do prejuízo, o tempo fora do Morumbi foi por um bom motivo. O clube paulista reformou completamente o gramado do estádio, com mudança de material e melhora na drenagem. Além disso, as medidas passarão a fazer parte do Padrão Fifa, o mesmo usado nas principais arenas do país. 


Notícia São Paulo Pacaembu Campeonato Paulista