Após ameaçar romper o contrato que havia sido firmado pela antiga diretoria e que ainda nem havia entrado em vigor, o Santos renegociou as bases e confirmará na tarde desta segunda-feira que a Umbro será sua nova fornecedora de material esportivo até 2020.

A partir de 1° de março, a marca de origem inglesa voltará a ser a fornecedora de material esportivo, encerrando o vínculo com a Kappa, que surgiu com a promessa de mudar o mercado de uniformes no Brasil ao fazer com que o clube fosse responsável pela gestão da venda das camisas no mercado.

O modelo com a Kappa foi trocado pelo da Umbro, que havia garantido um mínimo de pagamento de royalties e, também, seria responsável pela gestão do processo. O antigo presidente santista, Modesto Roma Jr., afirmou que a decisão foi tomada pela dificuldade do clube em fazer a gestão.

Ao assumir a presidência, José Carlos Peres criticou as bases do contrato com a Umbro e disse que iria romper a parceria recém-firmada. Desde então, ele renegociou com a empresa para confirmar a parceria a partir do próximo mês.

Segundo apurou a Máquina do Esporte, Peres conseguiu aumentar os valores de royalties a serem pagos ao clube em quase 50% do que fora combinado antes. Além disso, ampliou o número de uniformes disponibilizados ao Santos.

O novo contrato foi assinado na última semana, e o Santos fará um comunicado para oficializar a parceria, já sob o comando do novo dirigente do clube. Desde que entrou no Santos, Peres tem feito várias mudanças internas.

Segundo o site especializado no clube "Diário do Peixe", Paulo Cesar Verardi foi contratado para o departamento de marketing. Ele será responsável exatamente pela gestão do contrato com a Umbro.


Notícia Santos Marketing Patrocínio Umbro Kappa