Corinthians é o atual campeão da Copa Libertadores - Crédito Divulgação

Corinthians é o atual campeão da Copa Libertadores - Crédito Divulgação

Diferentemente do que foi veiculado na imprensa, o Banco Santander permanecerá, sim, sendo parceiro da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol). A única alteração será que a empresa não terá mais o title sponsor da Copa Libertadores, ou seja, deixará de colocar seu nome na nomenclatura oficial da principal competição de clubes da América do Sul.

“O Santander informa que continuará como patrocinador da Copa Libertadores, deixando apenas de fazer parte do naming rights da competição. O Banco acrescenta ainda que a parceria com a Conmebol permanece forte, já que a instituição também é a patrocinadora da Recopa, Copa Sul-Americana e Copa América. A estratégia do Santander é consolidar a sua imagem como o banco do futebol latino-americano”, esclareceu a companhia, por meio de comunicado oficial.

Desse modo, o Santander segue os passos da Toyota. A fabricante japonesa de automóveis possuiu o title sponsor da Copa Libertadores de 1998 a 2007. Após este período, seguiu como patrocinadora do torneio. A montadora asiática tem vínculo com a entidade esportiva até hoje.

A aposta no futebol latino-americano é importante para o banco espanhol, uma vez que seus concorrentes também estão associados a eventos esportivos. O Itaú é parceiro da Copa do Mundo de 2014, enquanto o Bradesco apoiará os Jogos Olímpicos de 2016.

O envolvimento da instituição financeira com o esporte vai além da relação com a Conmebol. O Santander ainda tem o ex-jogador Pelé e o atacante Neymar, do Santos e da seleção brasileira, como embaixadores.


Notícia Santander Copa Libertadores Patrocínio