A Copa Libertadores vai mudar de nome. Segundo o jornal “Folha de S. Paulo”, o torneio perderá em 2013 o patrocínio do banco Santander, que atualmente detém cota de title sponsor do evento.

O contrato da instituição financeira com a competição sul-americana foi assinado no fim de 2007, com validade até este ano. Nesse período, o torneio foi chamado de Copa Santander Libertadores.

O banco substituiu a montadora Toyota, que deteve o title sponsor do evento de 1998 a 2007. O Santander também é responsável pela premiação dada ao melhor jogador de cada edição da Libertadores.

Quando foi assinado, o contrato fez parte de um reposicionamento global do Santander. Na época, o banco resolveu concentrar esforços no binômio formado por futebol e automobilismo.

No futebol brasileiro, o Santander tem como embaixadores o ex-jogador Pelé e o atacante Neymar, do Santos e da seleção nacional. Nos próximos anos, rivais diretos do banco vão patrocinar megaeventos no país: o Itaú é parceiro da Copa do Mundo de 2014, e o Bradesco será um dos investidores dos Jogos Olímpicos de 2016.

Com a saída do Santander, segundo a “Folha de S.Paulo”, a Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) já começou a prospectar parceiros. A meta da entidade é anunciar um novo title sponsor no dia 20 de dezembro, em reunião do conselho executivo da instituição.


Notícia Santander Futebol Sul-Americano Copa Libertadores Patrocínio