Revista Máquina do Esporte - Edição 6

J. Hawilla figura na lista dos 100 homens mais influentes do futebol mundial. Agora ele surge como o "salvador da pátria" dos clubes brasileiros. Mas será que Hawilla é o futuro do esporte? Em entrevista exclusiva, o chefão da Traffic conta por que migrou para o polêmico mercado de transferência de atletas e diz que os clubes não conhecem o poder de suas marcas. Situação bem diferente da Inglaterra, em que o futebol virou sinônimo de estádios lotados, dinheiro e troféus para os britânicos. Veja ainda o que Guga provocou no mercado do tênis em dez anos de carreira. E muito mais na primeira revista sobre marketing esportivo do Brasil.


R$ 10.00


Loja

Número do dia

R$ 510 mi

Foi a arrecadação do Flamengo em 2016; cerca de 60% desse valor foi com verba de televisão (R$ 297 milhões)

Autoline

Patrocinado por



Boletim
Capa Boletim Boletim Máquina do Esporte

Receba o Boletim Máquina do Esporte por email

Cadastre-se Agora

Mais lidas

1Asics apresenta no Rio novos uniformes da seleção de vôlei
2Sem Libertadores, Flamengo bate recorde na Copa do Brasil
3Arena Corinthians terá feirão de carros em fins de semana
4Análise: O São Paulo é mesmo time de modinha?
5Robinho encerra imbróglio com Nike e fecha contrato com Adidas
6Análise: Estádio novo já é diferencial no mercado brasileiro
7Grupo Globo tem novo diretor para negociações no esporte
8 Tênis da Nike é criticado por ativistas
9Adidas lança bola de ‘despedida’ da Bundesliga
10Por entrega, piloto da Stock Car vira empreendedor